terça-feira, 14 de maio de 2024

memórias literárias - 1483 - BRASIL: E TEUS ABORTOS?

 BRASIL: E TEUS

ABORTOS?

1483

Assim não profanareis a terra em que estais; porque o sangue faz profanar a terra; e nenhuma expiação se fará pela terra por causa do sangue que nela se derramar, senão com o sangue daquele que o derramou. (Nm 35:33)
 
Oitocentas mil mulheres buscam anualmente o aborto no Brasil todos os anos, segundo informações da Câmara dos Deputados. Mas a Organização Mundial de Saúde acredita que o número seja ainda maior, cerca de um milhão de mulheres.
 
O texto bíblico acima, tirado do Pentateuco, os 5 primeiros livros da Bíblia, escrito por Moisés, inspirado pelo Espírito Santo, dizia que o povo de Deus, Israel iria tomar posse de Canaã porque o povo que ali habitava tinha derramado uma quantidade sem precedentes de sangue inocente. E que Israel se cuidasse, porque, quando de posse da terra não poderia igualmente matar e derramar sangue inocente, porque senão PROFANARIAM NOVAMENTE A TERRA.
 
O Brasil irriga sua maravilhosa e bendita terra com o sangue dos bebês abortados todos os anos. Não é um estado brasileiro; são todos os estados, todas as cidades. Se não fosse a pressão de políticos de ideologia diferente deste governo teríamos o aborto praticamente livre para todos até os seis meses de gestação. Mesmo assim, a cada dia o país sacrifica toda uma geração de brasileiros com a sua prática diabólica, nefasta e maldita.
 
A nossa terra está vermelha com o sangue dos bebês abortados. Eles não têm voz e nem direitos. Há suspeitas de sacrifícios deles em cultos ocultistas. Mas não é necessário que sejam mortos em cultos, pois toda injustiça e morticínio dessa espécie é um culto a Satanás, quer se assuma, quer não.
 
A terra cobra a sua fatura. Secas avassaladoras, enchentes destrutivas, b olhas climáticas, pragas velhas e novas nas enfermidades populares, afundamento de terra, pragas egípcias tupiniquins. Estamos apenas no começo. Quando as famílias pararem de destruir as crianças, quando deixarem de considerá-las apêndices de seus pecados e de suas promiscuidades, elevando-as ao nível de seres humanos dignos de respeito e de proteção, as coisas começarão a mudar. Se o aborto não se configurar em crime, como quer o atual mandatário e os seus juízes sanguinários, certamente se configura em PECADO, quer acreditem ou não, diante dAquele que é o doador da vida. Que o país se lembre disto quando não tiver mais controle dos acontecimentos.
 
Brasil: está na hora de chorar pelos seus bebês abortados e de pedir PERDÃO A DEUS!
 
Pr. Wagner Antonio de Araújo
MINISTÉRIO ESSÊNCIA CRISTÃ
 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

memórias literárias - 1484 - A MULHER JUNTO À PORTA DE CASA

  A MULHER JUNTO À PORTA DE CASA 1484     Depois que as visitas jantaram E as conversas se atualizaram Lá vai a mulher à porta ...