Translate

quinta-feira, 20 de dezembro de 2018

FLORESCENDO NO DESERTO - 39 - O QUE EU LEVO?


Florescendo
no Deserto -
 
39 - O
QUE EU LEVO?
 


742

O que eu levo desta vida tão fugaz?
O que irá comigo ao além?
Haverá uma resposta eficaz

Para tão grande ansiedade que me vem?

A casa, o carro, as roupas que eu tenho,
O patrimônio , mesmo pequenino,
Essa resposta a buscá-la hoje eu venho
Para a alma acalmar dentro do tino.

Levar o quê! As coisas ficam todas!
Nada é nosso! Tudo é emprestado!
Descobrimos que as coisas são tão tolas,
Que perdemos a saúde no cansaço!

Nu chegamos, vestidos partiremos,
Mas ficarão no corpo apodrecido.
E assim, desnudos para o além nós seguiremos
Levando apenas o viver acontecido.

As obras! Os feitos que operamos, 
Bons ou maus, estes irão seguir-nos .
Ao juiz do universo, a quem amamos,
Contas de nossos atos irá pedir-nos!

Se crentes salvos, alcançados por Jesus,
Que deu a vida para pagar nossos pecados,
O céu bendito se abrirá com muita luz
E um bem-vindo nos será direcionado!

E no juízo, salvos e livres pelo Senhor,
Virão à tona as nossas obras pra Jesus.
Se bem servimos, conduzidos pelo amor
E se a base foi a graça pela cruz,

Um grande prêmio ganharemos pela graça,
Recompensas que nunca acabarão!
E Deus promete tal riqueza a quem faça 
A sua obra com total consagração.

Ainda que os resultados não se enxerguem
E pensemos que o labor foi um fracasso,
Deus colheu as rosas que florecem
Nos jardins eternos do Palácio!

Ah, como será bendita aquela hora
Quando um copo d'água fria for lembrado
A alma salva, feliz, canta e chora
Por ver justiça do Senhor, o Mestre Amado!

Ah, meu Deus, jamais permita que eu desista
De Te servir com toda devoção!
Meu patrimônio é de Jesus o dom da vida
E a esperança de ganhar Teu galardão!

Que fique o ouro, a prata e o terreno,
O carro, a roupa e o chapéu;
Quem tem Cristo, como eu tenho,
Tem perdão, porvir e tem o Céu!

Ao meu Deus, com amor.
Wagner Antonio de Araújo 
12/12/2018

Nenhum comentário:

Postar um comentário