Translate

sábado, 15 de outubro de 2016

lembranças literárias - 369 - A TUA OBRA NÃO TERMINOU

 


A TUA OBRA
NÃO TERMINOU
369
Um sonho. Nada mais que isso. Ou seria? EU NÃO SEI!
 
Sonhei muita coisa enquanto dormia nesta manhã no sofá da sala. Aguardava o café matinal. Deixei minha esposa e filha no quarto e vim cochilar um pouco.
 
Dentre os lampejos de lembrança destes sonhos rápidos, o último me deixou perplexo e tornou-se inesquecível. Você já sonhou algo que o incomodou pelo resto do dia, algo que lhe fez pensar muito?
 
Vou contar-lhe o meu.
 
Sonhei que estava na estação ferroviária da Lapa, em SP. Vi um homem rude a pedir dinheiro para o povo. Era alguém que fazia palhaçadas. Lembrei-me que outrora era ele um servo de Deus. Lembrei-me de ter lido ou algo que escrevera ou algo que escreveram sobre ele. Era alguém produtivo e exemplar no trabalho de Deus. No meu sonho eu sabia que ele havia abandonado as lides do Senhor. Ele não estava meramente a "fazer tendas" em algum momento de necessidade, mas aborrecera-se do Reino e agora vivia como um incrédulo.
 
Senti um impulso violento no meu coração. Tirei a carteira do bolso e mostrei-lhe dez reais. O homem veio buscar. Ao tentar pegar o dinheiro de minha mão, olhei para ele (e não sei se eu havia ou não escondido a minha boca na gola de minha blusa) e lhe disse com toda a autoridade (lembrando-me do próprio Velho Testamento):
 
- "Meu servo, assim diz o Senhor: a tua obra não terminou; volte para o meu Reino". Enquanto eu falei ele abaixou a cabeça. Após eu dizer estas palavras tão contundentes, fui embora, entregando-lhe primeiramente os dez reais. E então acordei. Milu chamava-me para o café que estava pronto e era servido à mesa.
 
Pensei: "Meu Deus, o que foi isso?" Mero sonho? Um cochilo de barriga para cima? Uma mistura de idéias e trechos de vivência? Ou, de fato, Deus estava a falar de mim, através de mim, para mim ou para algum leitor meu? Não tracei nenhuma conexão pentecostal, mas profética, como os antigos do Velho Testamento. Estaria Deus falando comigo ou com alguém?
 
Como não soube a resposta decidi escrever o sonho e dizer a quem me lê:
 
Se você deixou as lides do serviço do Senhor por ter se aborrecido com algo, se deixou inacabada a sua carreira de servo de Deus, se cansou-se de esperar as recompensas no Céu e decidiu abraçar as efemeridades da terra, vivendo a mendigar para inteirar as alegrias da vida, os recursos de sobrevivência ou mesmo a fuga do Reino do Senhor, eu lhe digo: volte! A sua obra está inacabada. Não destrua o que já construiu pela graça de Deus. Não se torne um tropeço para quem lhe olhou como um exemplo de fé. E não abandone o que ficou inconcluso. Volte!
 
E é só. 
 
Quem tiver ouvidos para ouvir, ouça.
 
Pr. Wagner Antonio de Araújo

15/10/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário