Translate

quarta-feira, 1 de junho de 2016

memórias literárias - 339 - GUARDA O QUE TENS


 
GUARDA
O QUE TENS
339
"Guarda o que tens" (Ap 3.11) . Ordem de Jesus. Mandamento para o que resta de uma igreja apocalíptica. Mensagem para todos nós.
 
"Guarda o que tens". Guarda a fé simples, fé bíblica, fé evangélica. A fé singela de uma criança que descobre uma grande maravilha. Guardar a fé tradicional. Deus nos criou. Criou o ser humano, que pecou, traiu, rompeu a beleza. Fé em que o pecado traz a morte, a eterna separação entre ele e Deus. Fé no porvir, ou junto do Senhor, o Céu, ou longe dele, o Inferno. Fé no amor de Deus, que criou um projeto, um plano, um caminho para salvar o homem perdido. Fé em Cristo, o Homem-Deus, o cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. Fé em seu nascimento virginal, em sua vida, em sua morte e em sua ressurreição. Fé em seu regresso para findar este mundo e começar um outro.
 
"Guarda o que tens". Em Cristo temos uma nova vida. Guarda a conversão. Guarda um cristianismo de prática, não meramente de prédica. Guarda o coração, de onde existem as fontes da vida. Guarda a mente da corrupção de uma sociedade maligna, carnal e demoníaca. Guarda a santidade, rejeitando alimentar-se das bolotas de porcos da atualidade. Guarda o compromisso de testemunhar da fé para todos os que lhe procurarem. Guarda a fé no milagre da transformação do pecador pela luz de Cristo.
 
"Guarda o que tens". Guarda o temor do juízo de Deus. Deus castiga, Deus disciplina, Deus corrige, Deus julga, Deus decreta, Deus condena. Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo. Deus não se deixa escarnecer. Deus é fogo consumidor. Deus não inocenta o culpado. Deus é justo. Guarda a fé num Deus que é soberano, que é real, que é justificador e cumpridor da própria palavra. Guarda a certeza de que os Seus olhares estão sobre justos e injustos e de que Ele julgará os povos com justiça, julgará com equidade, nem mais, nem menos. Guarda a certeza de um Deus não comprável.
 
"Guarda o que tens". Guarda a esperança. Guarda a certeza de que um dia tudo se esclarecerá. Guarda a fé no mundo novo, nos novos céus e nova Terra, pois tudo o que aqui está passará. Guarda a alegria de reencontrar os seus que partiram em Cristo e a certeza de esquecer-se de tudo e de todos os que passaram. Guarda a certeza da vida eterna e do galardão para aqueles que vencerem, que guardarem a fé. Guarda a singeleza da confiança, a beleza da gratidão, a profundidade da integridade. Guarda a estabilidade de uma fé não mutante, não sujeita às atuais narrativas malditas de gênero, de pensamento filosófico e de antinomismo.
 
"Guarda o que tens". Já é para guardar o que se tem, não é necessário continuar a procurar. Em Cristo já se tem a vida, já se tem a fé, já se tem o oráculo, a Bíblia, já se tem a paz almejada e procurada. As coisas não reveladas são para Deus e o que está claro é suficientemente capaz de trazer felicidade e porvir nas alegrias celestiais. Guarda a segurança de que em Cristo a alma se satisfez, a razão encontrou-se com o Criador e a emoção ancorou-se na segurança da paz na fé. Não busque outras coisas na instabilidade e na ambiguidade de um mundo corrompido, ainda que travestido de moderno ou religioso. A verdadeira religião fundamenta-se na velha fé, não nas novidades de quem se acha descobridor de novidades. Eva conhecia a Palavra, mas seduziu-se pela novidade da serpente. Basta uma Eva e um Adão.
 
Guarda o que tens, para que ninguém tome a tua coroa. A coroa do prêmio, do reconhecimento, da missão cumprida, da recompensa, da compensação. Tudo isso pode ser perdido se não se guardar o patrimônio puro da fé bíblica e apostólica, da fé que uma vez por todas foi dada aos santos, da fé revelada nas Escrituras Sagradas, vivenciada pelos profetas e personificada em Jesus Cristo, constituído filho, rei, sacerdote, salvador, senhor e mestre. Há um prêmio para os perseverantes e não devemos perdê-lo por não guardar o que já temos.
 
Guarda o que tens. Ajuda-nos, ó, Senhor, a guardar a nossa fé singela e santa.
Amém.
 
Wagner Antonio de Araújo

01/06/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário