Translate

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

memórias literárias - 154 - CLAMA A MIM!

 
154 -
CLAMA A MIM!
 
"Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes. "(Jr 33:3)
 
Nas horas difíceis, quando olhamos ao redor e não vemos saídas, o profeta nos revela a voz do Senhor: "Clama a mim". Sim, ao invés de clamar ao vento, reclamando a sorte, ou de reclamar ao próximo o desespero existente, ou ao "plano B", confiando em ídolos ou pessoas que não podem trazer nenhuma solução, Deus diz: "clama a mim".
 
E o que acontecerá se o fizermos? Diz Deus: "anunciar-te-ei coisas grandes". Deus dará por resposta aos clamores legítimos que a Ele fizermos um anúncio de grandes coisas. Não pequenas, mas grandes. E que coisas seriam? Certamente o anúncio de que Ele tem um plano perfeito para cada um de nós; que a história não está nas mãos do inimigo; que os contratempos não podem impedir a Sua soberania e que ao final Ele vencerá! "coisas grandes e firmes", completa Deus. Não apenas grandiosas, mas duradouras,  eternas, profundas, consistentes. Não coisas passageiras, temporárias, desvanescentes. O plano de Deus é grande e firme, para toda a eternidade.
 
"Coisas que não sabes". Claro, se soubéssemos não estaríamos aflitos. Conhecer o Deus a quem servimos e o Seu eterno propósito para o mundo e para nós traz paz, descanso, sabedoria, serenidade, segurança e absoluto controle da situação. O conhecimento gera contentamento. Saber a vontade de Deus nos estabiliza no rumo certo, no caminho certo, na segurança da vitória certa. Ainda que temporariamente soframos provações. Ainda que no presente tenhamos angústias. "Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada." (Rm 8:18) E mais: no presente também há bênçãos no caminho: "O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus." (Fp 4:19).
 
Assim, clamemos ao Senhor com confiança. Ele nos responderá, anunciando a Sua eterna e gloriosa vontade, enriquecendo-nos de paz, de fé, de conhecimento e da certeza da vitória.
 
Wagner Antonio de Araújo

21/10/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário