Translate

segunda-feira, 11 de abril de 2016

memórias literárias - 330 - 13 ANOS DE CORBÃ


 


13 ANOS
DE CORBÃ
 
330
Corbã é o nome da igreja batista pastoreada pelo meu amigo Pr. Eurípedes José de Souza. Ele, sua família, ao todo sete irmãos, iniciaram uma congregação há quinze anos. Essa congregação foi abençoada por Deus e há treze foi organizada como igreja, tendo recebido o nome de IGREJA BATISTA CORBÃ. Conheci-a em 2014, quando do congresso da OPBCB naquela cidade. E o Pr. Eurípedes eu conheci na Igreja Batista Vida Nova, em São Paulo, quando do segundo congresso da ABACLASS.
 
Para festejar esses treze anos, o Pr. Eurípedes e Corbã convidaram-me para ser o conferencista de aniversário, o que muito me honrou. Preparei-me diante de Deus e encaminhei-me para Goiânia na quinta-feira, dia 31 de março de 2016. Saí bem cedo de casa, rumo ao aeroporto de Congonhas. O vôo foi sem paradas e cheguei às 10 horas na capital de Goiás. Como não sabia quem iria buscar-me, pedi ajuda ao colega Pr. Aparecido Fernandes, que fez a ponte informativa. De repente um jovem olha para mim e pergunta: "o senhor é o pastor de São Paulo?" Respondi que sim e ele identificou-se como o filho do Pr. Eurípedes e da irmã Simone. Que alegria conhecer o Isaque! Com ele estava o irmão Eurípedes. Um irmão experimentado na vida, temente a Deus, e um serviçal dos mais preciosos na Causa de Cristo,  além de braço direito do pastor. Aguardamos a chegada do Pr. Helcias Rodrigues de Souza e de sua esposa, irmã Andréia, que também participariam. Eles são da Primeira Igreja Batista do Barreiro de Cima, em Belo Horizonte, Minas Gerais. A chegada do colega foi uma grande festa.
 
Fomos até o centro da cidade, onde me conduziram para o hotel onde ficaria hospedado. Ali pude abrir as minhas malas, dobrar os joelhos e bendizer a Deus pela boa viagem, além de descansar um pouco. Logo depois, no horário do almoço, o irmão Euclides veio buscar-me, pois iria almoçar em sua casa. Levou-me até o seu apartamento, no 25o. andar de um belíssimo prédio. Ao chegar, vi que a família havia feito uma refeição de reis, mesmo hospedando plebeus! A irmã Cleide, sua esposa, é uma exímia cozinheira e muito hospitaleira. Lá estava o Pr. Eurípedes, recém-chegado das aulas de inglês que ministra em escola pública. Também o Pr. Helcias. Uma festa! Pudemos almoçar preciosa refeição e conversar sobre as coisas do Senhor e sobre os planos para a semana, inclusive para a noite, onde teríamos um encontro com a OPBCB (Ordem dos Pastores Batistas Clássicos do Brasil) da cidade.
 
obs: as fotos do almoço e da varanda do apartamento estão aqui:
 
Voltei ao hotel para repousar um pouco e preparar-me para o encontro. O Pr. Eurípedes e o Pr. Helcias vieram buscar-me. Iríamos nos encontrar nas dependências da Igreja Batista em Vila Brasília, na cidade de Aparecida de Goiânia. São cidades que fazem parte da Grande Goiânia; não se percebe quando se entra ou quando se sai, pois as ruas são contínuas, similares às da Grande São Paulo. Chegando à igreja, fomos recepcionados pelo amado Pr. Moisés Figueiró, pastor da igreja por décadas. Um homem provado e aprovado pelo Senhor. Outros colegas chegaram e uniram-se a nós: Pr. Wisley, Pr. Amilton, Pr. Carlos Firme. Sobre o Pr. Carlos Firme, era aquele a quem mais conhecia. Um homem de Deus, amigo precioso, pastor da Primeira Igreja Batista em Aparecida de Goiânia. Dotado de grande inteligência e de profundo amor pela Obra do Senhor, exercera a secretaria regional da OPBCB durante um bom tempo. Tem levado a cabo a construção de um maravilhoso templo em sua igreja, não medindo esforços e gastando tudo o que pode, inclusive a sua saúde, para dar o melhor no Reino do Senhor. Os demais colegas, exceção do Pr. Helcias que é também amigo bem mais conhecido, os demais estavam sendo para mim uma grande descoberta. Descobri no Pr. Amilton um lutador pela Causa, um homem de estabilidade no trabalho, um lutador que não desiste, há muitos anos no ministério. O Pr. Wisley é um jovem pastor (mas com vários anos de experiência), de grande estabilidade e de profunda simpatia. E o Pr. Eurípedes, dele falarei mais tarde.
 
A nossa reunião foi excelente. Uma mensagem poderosa, através do presidente, Pr. Helcias, edificou os nossos corações. Depois eu tomei a palavra, tecendo algumas considerações no papel de sócio-fundador da entidade. Posteriormente abrimos a discussão e refletimos em algumas preciosas questões. Ao término, todos oramos pelos ministérios dos colegas. E os goianos, de comum acordo, decidiram escolher um coordenador espiritual (sem função administrativa ou hierárquica), que convocasse os colegas para as orações e para os encontros fraternos. O Pr. Moisés foi o escolhido. Ele é tido como "o paizão", aquele que é o ombro amigo e o ajudador dos colegas. Bendito seja Deus! O Pr. Moisés nos ofereceu um maravilhoso café ao final do encontro, com pão, salgados, salsichas e refrigerante.
 
As fotos do encontro estão aqui:
 
Os vídeos do encontro estão aqui:
 
Mensagem do Pr. Helcias Rodrigues de Souza:
 
Mensagem do Pr. Wagner Antonio de Araújo:
 
O dia seguinte, sexta-feira, dia 01/04/2016,  foi também um dia tremendamente abençoado. Pude descansar e orar no período da manhã. Eu estava precisando deste bom repouso. Deus proveu-me o local ideal e o tempo ideal. No horário do almoço fui levado pelo irmão Euclides para a casa do Pastor Eurípedes. Lá eu encontrei o jovem Mateus, o filho mais velho do casal. Que menino de ouro. Aliás, os dois, Mateus e Isaque, amam a Jesus e O servem. Também trabalham duro e estudam com afinco, sendo um cartão de visitas de uma família edificada no amor de Cristo e na Palavra de Deus. Descobri no Pr. Eurípedes e na irmã Simone uma família maravilhosa, que ama com sinceridade, que trabalha com alegria e que serve a Deus sem restrições. A irmã Simone tem uma loja de roupas femininas na frente de sua casa, com produtos de extrema beleza e de muito bom gosto.
 
Almoçamos deliciosamente, conversando e falando das coisas do Senhor. Também nos planejamos para as próximas atividades da semana, que seriam várias e muito intensas. O calor estava fortíssimo (a bolha de bloqueio atmosférico que se faz sentir em São Paulo também afetou o clima em Goiânia). Depois de um bom sorvete e doce de coco fui novamente para o hotel, ficando por lá até a tarde.
 
As fotos estão aqui:
 
À noite participei da festividade de jantar. O Pr. Eurípedes e a irmã Simone têm muito bom gosto. Juntamente com as irmãs e irmãos da igreja, prepararam um jantar de gala no salão social de um prédio próximo, onde uma família da igreja reside. Contrataram uns irmãos presbiterianos para cozinhar e arranjaram as mesinhas com esmero e sofisticação. Muitas pessoas participaram do jantar. Enquanto comíamos o Pr. Eurípedes dirigia homenagens à famílias, contava como foi o início do trabalho e todos davam testemunho das bênçãos. Cânticos e orações se intercalaram, dando um clima altamente espiritual ao jantar. Contou-nos o Pr. Eurípedes que começaram a congregação com sete pessoas, incluindo a família do pastor. Tornaram-se congregação. E viam o terreno onde hoje está o suntuoso templo de Corbã, um local que pertencia a um fazendeiro. Por diversas vezes o Pr. Eurípedes tentou adquirir a propriedade, mas sem sucesso. Num dia, porém, o proprietário vendeu, mas o Pr. Eurípedes conseguiu diminuir em 50% o preço do imóvel. Ao chegar à congregação, disse: "irmãos, compramos o terreno da igreja!" Os irmãos perguntaram: "E com que dinheiro, pastor?"  Ele então respondeu: "Com o dinheiro que está no bolso de cada um de vocês!" Ah, foi cômico e, ao mesmo tempo, desafiador. Em pouco tempo, com a graça do Senhor eles reuniram as condições e compraram o terreno. E, ao longo desse tempo construíram as dependências que hoje acolhem confortavelmente os seus 70 membros. Aleluia!
 
Eis as fotos do jantar:
 
O sábado, 02/04/2016,  foi vivido também na graça e no amor do Senhor. Novamente almoçamos na casa do Pastor Eurípedes, que havia preparado uma feijoada para nós. Além disso tivemos arroz de pequí. Eu nunca havia comido a fruta, mas em Goiás é algo típico e muito consumido. Eles me colocaram algum receio, pois dizem que a maioria das pessoas que não estão acostumadas não gostam, e que é muito perigoso morder a castanha, pois há espinhos e podem ferir gravemente. Mas quando o pequí veio com o arroz, eu apreciei imensamente e passei a ser um apreciador de pequí também!
 
O irmão Carlos e a irmã Almerinda foram buscar-me no hotel. O irmão Carlos é uma pessoa das mais especiais e queridas. Ele é sobrinho do saudoso Pr. José Mota dos Reis Pessoa, que pastoreou a Igreja Batista em Vila Zatt em SP por décadas. Seu pai ainda é vivo! Ele e sua esposa servem a Deus em Corbã. O culto da noite foi muito aguardado pela igreja. Seria a noite onde receberiam as igrejas co-irmãs, os pastores amigos e conhecidos e também os familiares. O auditório ficou lotado, repleto mesmo. Havia alegria estampada no rosto de todos! Os pastores clássicos foram com as suas respectivas famílias. O Pr. Firme esteve presente com seus filhos queridos Daniel e Elise, pessoas a quem tanto amo. Conheci a família do Pr. Amilton e do Pr. Wisley. Vi outros colegas, inclusive o Pr. Leoni (creio que seja assim que se escreve o seu nome), que me acompanha pelos e-mails ou facebook por longa data, Pr. Ilton Cesar Dourado etc.
 
O culto foi maravilhoso. Muitos hinos cantados, todos bíblicos, do Cantor Cristão ou bem fundamentados na Palavra de Deus. Várias participações especiais e muitas palavras de incentivo e de celebração. Deus deu-me a graça de pregar sobre O BOM PERFUME DE CRISTO e o fiz com temor e temor. Além disso solicitaram-me para cantar ao Senhor. Como os meus amigos sabem, não sou cantor e não sou instrumentista. Mas o ministério pastoral exige que façamos um pouco de cada coisa, o melhor possível, mesmo com todas as limitações. Eu só sei tocar 3 posições de violão, mas com elas Deus tem me dado a graça de louvá-Lo em vários lugares. Em 2014, no congresso da OPBCB, cantei CEM OVELHAS. Um jovem irmão muito querido, o engenheiro Keller, guardou no coração as cem ovelhas e motivou-se a aprender a tocar também, tamanha foi a edificação que a música lhe trouxe. Mas ele não se lembrava da outra música. Eu também não me lembrava. E ele demonstrou um afeto e uma consideração tão grande por mim, que me constrangeu e me fez bendizer a Deus pela vida preciosa dele. Nada somos, mas se Cristo aparece em algo que fazemos, isso nos traz felicidades. Aquele, porém, que se gloria, glorie-se no Senhor. (2Co 10:17).
 
As fotos do culto estão aqui:
 
Os vídeos do culto estão aqui:
CULTO DO DIA 02/04/2016 IGREJA BATISTA CORBÃ
 
VINDE CRISTÃOS
 
NAS ALTURAS DOS CÉUS
 
FICO FELIZ
 
TODOS NECESSITAM
 
CUIDA DE MIM
 
O QUE DEUS TEM PREPARADO
 
MATEUS ISAQUE LARA
 
NO PODER DE CRISTO MESTRE
 
QUÃO GRANDE É O MEU DEUS
 
PR EURÍPEDES IGREJA
 
O BOM PERFUME DE CRISTO PARTE 1
 
O BOM PERFUME DE CRISTO PARTE 2
Quando o culto terminou fomos até a casa do Pr. Eurípedes, que estava com a mocidade reunida ali, junto de seus filhos. E então a boa surpresa: comi a deliciosa pamonha goiana, com linguiça e queijo. Não há ninguém que faça pamonhas melhores do que os goianos. E era um antigo sonho experimentar novamente. Conheci essa iguaria quando preguei em Bela Vista de Goiás, no tempo do Pr. Jonas Alves Costa, de saudosa memória.
No hotel o dia não terminara. Deus deu-me a responsabilidade de administrar outra situação, desta vez envolvendo Belo Horizonte e São Paulo. O missionário Josafá Venâncio Fernandes, nosso precioso amigo e militante na seara do Senhor na Índia, estava em BH aguardando a volta (questão de renovação de vistos). Conseguira pela internet um bilhete com 50% de desconto para ir à Índia no próximo sábado. Na hora de pagar, a companhia disse que ele teria que estar no aeroporto de Guarulhos e pagar em dinheiro no guichê da empresa. Então ligou-me, pedindo para eu ir. Eu disse ser impossível, pois estava em Goiânia. Mas lembrei-me que temos na Boas Novas um EUCLIDES,  um irmão pronto para toda boa obra, o irmão Serginho. Liguei para ele e disse que o missionário iria depositar o dinheiro em sua conta e ele teria que pagar em Guarulhos AINDA HOJE. O Serginho renunciou a compromissos e foi. Ao chegar lá teve o desprazer de ver o seu cartão de banco não deixar sacar o valor, pois tem limites de segurança. E no guichê só receberiam em dinheiro. Ele teria apenas mais uma hora e meia para movimentar-se. Ligou para mim. Eu disse que não havia mais o que fazer, que se desculpasse com o missionário. Dobrei os joelhos. E imediatamente lembrei que o nosso irmão Shiro tinha a oferta para a compra do piso do gabinete pastoral em mãos. Liguei ao Serginho, orientando-o a ver com o Shiro. O Serginho então, rodou 120 quilômetros, indo a Osasco, pegando o dinheiro e levando novamente para o aeroporto. Com a graça de Deus conseguiu pagar e o missionário já se encontra em viagem. Aleluia! Dormi realizado ao ver que um problema resolveu-se.
 
O dia seguinte foi o Dia do Senhor, o domingo, 03/04/2016. Seria um dia intenso para nunca mais nos esquecermos. O Pr. Moisés Figueiró foi buscar-me bem cedo no hotel. Eu iria falar à sua igreja, Igreja Batista em Vila Brasília, em Aparecida de Goiânia. A distância é considerável e ao chegarmos contemplamos uma igreja viva e muito encantadora. Ela possui mais de 140 membros. Tem excelente estrutura. O Pr. Moisés ao longo de décadas construiu esse templo e ainda não parou. Tenciona adquirir o terreno do fundo um dia.
 
Era dia de profissão de fé. Foi lindo o testemunho dos irmãos que iriam ser batizados à noite. Depois o pastor reuniu toda a igreja, suspendendo as aulas da Escola Bíblica Dominical, para que todos pudessem ouvir o pregador visitante. Lá conheci também o irmão Leoni, não o pastor, outro irmão, Leoni Ribeiro Ornellas. Seu filho seria um dos que iriam batizar-se. Ele também me conhece no facebook de longa data. Eu não filmei a mensagem, mas ele, com o seu celular, filmou-a, postando-a posteriormente. A mensagem foi O MEU TESTEMUNHO, cujo teor está no meu texto E AINDA ESTOU AQUI. Pude contar sobre a minha conversão a Cristo, a conversão de minha família e depois a minha enfermidade letal em 1982 e o meu chamado para o ministério pastoral. Ao término da mensagem muitos vieram congratular-se comigo, e eu glorifiquei ao Senhor pelo Seu poder, quando me encontrou em pecado e transformou a minha vida.
 
As fotos do culto estão aqui:
 
E a mensagem aqui:
 
O Pr. Moisés Figueiró levou-me à Corbã, onde almocei com os irmãos. A comida do jantar fora tão farta que eles fizeram render o suficiente para um almoço generoso. E parece que a comida ficou ainda melhor! Enquanto terminava o almoço pude filmar um querido irmão da igreja, o cantor Vieira, que me permitiu filmá-lo cantando. Depois eu soube que serviu na caserna junto com o Pr. Simey. Que mundo pequeno! Saímos dali e fomos tomar sorvete. Fui levado pela irmã Almerinda e pelo irmão Carlos, meus amigos do coração. E depois fui para o hotel, para tomar um banho e trocar de roupas.
 
A entrevista com o irmão Vieira está aqui:
 
 
Eu pensei que o culto da noite do domingo seria de menor frequência, pois as pessoas da noite anterior não estariam presentes, uma vez que iriam participar dos cultos em suas igrejas locais. Mas eu me enganei! A igreja estava lotada, repleta! Os irmãos prepararam-se longamente para levar seus amigos, parentes e familiares, para participarem desse grande culto. Eu bendisse ao Senhor por tanto empenho e por conhecer uma igreja tão rica, rica de amor por Deus, rica de amor pelas almas perdidas e rica pelo serviço que prestam.
 
O culto foi maravilhoso. Mais uma vez a expressão de uma igreja tradicional, clássica, que prestigia os hinos sacros do cantor cristão e canta a contemporaneidade bem fundamentada. Uma igreja pautada na Bíblia e não nos emocionalismos. E uma igreja feliz por ver tantos visitantes. Foi noite de homenagens. Todos os pioneiros receberam uma linda placa comemorativa. Até eu recebi uma pela participação nestas conferências! Então chegou a minha hora de pregar. Decidi fazer o mesmo que fiz em Vila Brasília: dar o meu testemunho. Antes que eu pregasse, alguém disse: "cante, pastor!" Então eu cantei o hino que o querido irmão Keller queria ouvir: "Tocou-me". Vi verterem lágrimas copiosas de seus olhos. E eu também me emocionei. Ao devover o violão, alguém disse: "cem ovelhas!" E lá fui eu cantar sobre as cem ovelhas. Quando terminei, disse: "Eu creio que o Senhor encontrou a centésima ovelha; vou contar-lhes a história dela". E dei o meu testemunho.
 
Ao terminar, fiz um apelo evangelístico, para que aqueles que não eram crentes, mas que se sentiam tocados pelo Espírito Santo, que fizessem uma decisão de entrega a Cristo e que viessem à frente. Surpreendi-me ao ver mais de uma dezena de pessoas. Ao mesmo tempo apelei aos crentes, para que reconsagrassem as suas vidas ao Senhor. E surpreendi-me novamente, quando vi várias dezenas de pessoas fazendo um propósito de dedicação ao Senhor. Houve lágrimas, choro e muita sensibilidade do Espírito Santo. Deus operara maravilhas. Alguém me procurou, dizendo: "um esposo por quem nós orávamos há tanto tempo, hoje foi o primeiro a vir à frente em lágrimas!". O Pr. Eurípedes disse que sentira no coração o desejo de convidar um amigo e o fez subitamente; o amigo veio e estava ali, decidido a seguir a Cristo. Bendito seja Deus. Uma senhora aproximou-se de mim e disse: "Pastor, eu quero que me perdoe; no iníco de sua palavra eu reclamei, pensando que não teria pregação, mas só o seu testemunho de vida; e, qual não foi a minha surpresa, ao ver a minha querida filha, por quem orava há anos para que finalmente confessasse a Cristo como Senhor e Salvador, vir à frente decidida por Jesus; muito obrigado!" Eu só pude chorar e render-me à vontade do Senhor, que tudo faz para a Sua glória!
 
As fotos do culto podem ser vistas aqui:
 
Os vídeos podem ser vistos aqui:
 
Aleluia
 
Seu sangue
 
Eu não preciso ser reconhecido
 
Homenagem à família
 
Sossegai
 
Mergulhar
 
Crianças
 
Agradeço ao Pai
 
Homenagens Corbã
 
Mateus Lara Isaque
 
Pr. Wagner - meu testemunho parte 1
 
Pr. Wagner - meu testemunho parte 2
 
Apelo conjunto masculino e oração
 
Após o culto todos combinaram de irem tomar mais sorvete. Eu não reclamei. Fui. Mas quando vi que havia pamonha goiana à venda, pedi uma também. Havia vários irmãos jovens ali presentes e tudo foi uma grande festa. O irmão Carlos e a irmã Almerinda levaram-me para o hotel. E ali no hotel eu glorifiquei a Deus por tantas bênçãos que Ele provera! O desafio agora era arrumar a mala. A minha esposa Elaine é capaz de colocar o material de duas malas em uma só (é japonesa); mas eu não sou capaz de devolver as coisas dessa forma! Penei para arrumar as roupas, mas, enfim, consegui!
 
Na manhã da segunda-feira, 04/04/2016, o irmão Euclides veio levar-me ao aeroporto, junto com o pastor. Ele não trouxe a irmã Cleide, sua esposa, pessoa a quem aprendi a amar. Ela é uma mãe amorosa e uma crente fiel. A saudade já batia à porta do coração. O Pr. Eurípedes estava conosco. Descobri no Pr. Eurípedes um homem segundo o coração de Deus. Ele ama a igreja. Ele ama o povo de Deus. Ele ama fazer o bem, edificar o povo do Senhor. Ele busca a solução dos problemas. Ele é humano! A Igreja Batista Corbã tem um excelente pastor e o pastor forma uma família magnífica! A irmã Simone é uma dádiva do Senhor. Gentil, hospitaleira, sorridente, serviçal, faz tudo pelo bem da Causa de Cristo. Ela contou-me que, antes de começarem essa congregação, estavam em outra. E lá percebera a falta da música. Orou ao Senhor e pediu que Ele lhe desse sabedoria, a fim de ajudar no trabalho e no ministério do esposo. Buscou o conhecimento de teclados e tornou-se uma exímia organista. E ainda tem tempo para ser lojista, mãe, esposa, cidadã. Deixaria Goiânia com a certeza de ter feito grandes amigos, tanto na família do Pr. Eurípedes, quanto na família de Euclides, Carlos, Keller, Wilsimar, Vieira e tantos outros! Saí enriquecido e altamente edificado!
 
No aeroporto o Pr. Eurípedes e o irmão Euclides me deixaram. As lágrimas vieram aos nossos olhos. Enquanto eles se iam, eu me sentia grato. Eles não foram em definitivo; à partir de agora uma sólida e vívida amizade no serviço de Cristo estava estabelecida. E muitas outras oportunidades ao longo do tempo o Senhor há de nos dar, até a Sua volta gloriosa.
 
A Igreja Batista Corbã é uma igreja maravilhosa e um pedaço do meu coração ficou lá.
 
Bendito seja Deus!
 
Obrigado por lerem as minhas memórias.
 
Pr. Wagner Antonio de Araújo

11/04/2016

5 comentários:

  1. Que relatório!! Extraordinário, edificante. Que o Senhor continue a usar sua instrumetalidade e dons para Sua glória.

    ResponderExcluir
  2. Que relatório!! Extraordinário, edificante. Que o Senhor continue a usar sua instrumetalidade e dons para Sua glória.

    ResponderExcluir
  3. Pastor Wagner, muito abençoado e de sábias palavras...Homem usado por Deus, foi um prazer enorme conhecer o Senhor...Flavia e Keller.

    ResponderExcluir
  4. Pastor, fiquei imprecionada...ao ler revivia aqueles maravilhosos momentos que o Senhor nos permitiu viver.Obrigado Pr.Wagner

    ResponderExcluir
  5. Pastor, fiquei imprecionada...ao ler revivia aqueles maravilhosos momentos que o Senhor nos permitiu viver.Obrigado Pr.Wagner

    ResponderExcluir