Translate

terça-feira, 3 de maio de 2016

memórias literárias - 336 - DEUS VAI ME HONRAR


DEUS VAI ME
HONRAR

Portanto, diz o SENHOR Deus de Israel: Na verdade tinha falado eu que a tua casa e a casa de teu pai andariam diante de mim perpetuamente; porém agora diz o SENHOR: Longe de mim tal coisa, porque aos que me honram honrarei, porém os que me desprezam serão desprezados. (1Sm 2:30)
336
"porque aos que me respeitam, respeitarei" (BLH)
HONRAR pode significar "dar crédito", "respeitar", "amar", "proteger", "obedecer".
Também pode significar "exaltar", "colocar nas alturas".
Nunca em todo o Novo Testamento existiu uma frase do tipo "Deus vai te honrar". A única citação está no Velho Testamento, onde Deus avisa a Eli, sacerdote-pai dos desonrados ministros levíticos, que iria destruir a sua linhagem. E afirma que, conquanto tenha prometido estabelecer-lhe uma "casa estável", estaria rompendo o compromisso, pois "honraria a quem o honrasse", isto é, não manteria uma bênção vitalícia a quem não fizesse jus a ela. Honra, aqui, significa proteção, consideração, respeito. Não há nem de longe o sentido de exaltação, glorificação humana.
Infelizmente não é assim que esta frase tem sido usada pelos cristãos contemporâneos, mormente pelos analfabetos de bíblia e neopentecostais. "Deus me honrou", "Deus vai te honrar", "Deus honra a Sua igreja". Geralmente tais frases são acompanhadas de promessas, alegando que Deus não quebraria as suas promessas e que iria honrá-las, glorificar, colocar nas alturas quem cumprir ou a Sua Palavra ou as normas de determinadas igrejas ou celebrações: Deus honrará os dizimistas, os ofertantes, os que participam das vigílias, os que doam tudo o que têm, os que jejuam até ficarem exaustos, os que não faltam nas novenas evangélicas (campanhas) etc.
Deus não honra ninguém, no sentido de enaltecer, exaltar, colocar nas alturas. A glória é dEle e nunca será dividida. O único que quis receber a glória de Deus tornou-se Satanás. Os que tratam o texto citado como uma concessão de honrarias divinas estão seguindo pelo caminho de Lúcifer, não o caminho de Deus. "Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo." (Is 14:14)
Deus não reparte a Sua glória. "Por amor de mim, por amor de mim o farei, porque, como seria profanado o meu nome? E a minha glória não a darei a outrem.' (Is 48:11). Deus não reparte a Sua glória com ninguém.
Jesus, que é detentor da glória de Deus (Ele é o Filho Unigênito) chegou a dizer: "Eu não busco a minha glória; há quem a busque, e julgue." (Jo 8:50).
Já Satanás, em sua origem, fez o contrário: "Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti." (Ez 28:17)
Hoje os pregadores declaram que Deus honrará os seus seguidores. Há crentes sinceros que oram e dizem: "honra-me, Senhor!" Ora, essa oração é um contrassenso! Quem é crente sincero não espera honrarias, espera honrar a Deus! A sua alegria é a glória de Deus! A sua felicidade é a exaltação do nome de Deus!
"Deus vai me honrar" tem significado "Deus vai responder a minha oração e o meu voto de forma completa; Deus vai me fazer cabeça e não cauda!". E se a vontade de Deus for diferente? "Deus vai curar o meu filho; Deus irá me conceder aquele emprego; Deus me dará o coração daquela mulher; Deus vai me honrar". Onde está aqui o elemento "segundo a Tua vontade"? Não está. Logo, não é uma oração que agrada a Deus, mas uma auto-oração, uma espécie de PNL evangélica, um pensamento positivo, uma "gestalt", uma repetição de mentiras até que permeiem a consciência, travestindo-se de verdade. Enfim, é o engodo disfarçado de espiritualidade! Deus não vai me honrar coisa nenhuma! Deus espera que eu O honre, concedendo a Ele a direção de minha vida, a orientação para o meu caminho e o veredito para a minha causa! Não sou eu quem deve ensinar Deus a ser Deus! Ele O é antes de existir o mundo! O próprio Senhor Jesus, detentor da Divindade em Si, desejou honrar ao Pai! "Pai, se queres, passa de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua." (Lc 22:42).
Em lugar de "Deus vai te honrar" deveríamos dizer "Eu vou honrá-Lo!". Sim, cabe a nós honrarmos a Deus com a nossa vida, com o nosso cântico, com a nossa obediência, com a nossa  submissão, com a nossa confiança! Se o sacerdote Eli tivesse obedecido a orientação divina de educar e corigir os seus filhos jamais teria perdido a bênção de ter a sua família no sacerdócio levítico daqueles tempos. Contudo, por não ter honrado a Deus em obediência, não manteve sobre si o respeito à promessa condicional. Ele perdeu a bênção. Assim também são os que querem a glória para si: estão a cavar suas próprias sepulturas espirituais, pois "o que a si mesmo se exaltar será humilhado;"(Mt 23:12).
Retornemos ao evangelho! Abandonemos os clichês neopentecostais e os chavões-gospel que emporcalham as nossas celebrações. Paremos de dizer "Deus vai te honrar" e digamos "honrado seja o nosso Deus"!
Wagner Antonio de Araújo

02/05/2016

ADENDO AO TEXTO
"DEUS VAI ME HONRAR"
 
O Pr. Aparecido Donizete Fernandes, querido amigo e pastor da Igreja Batista Sinai em São Paulo, apresentou-me o seguinte verso bíblico para que eu o considerasse e opinasse. Se alguém me serve, siga-me, e onde eu estiver, ali estará também o meu servo. E, se alguém me servir, meu Pai o honrará. (Jo 12:26). A questão que se apresenta é: o Pai irá honrar quem servir a Jesus? Em que sentido?
 
Negativamente considerado, posso afirmar com certeza e segurança: não significa EXALTAR, COLOCAR NAS ALTURAS aquele que servir a Jesus. Não se trata de dar posses, conceder bens, riquezas, prosperidade, cura, poder político, grandes influências, objetos diversos, posses e honrarias humanas. Quem busca essas coisas busca a glória dos homens e não a de Deus, conforme João 12.43. Os apóstolos tolos e falsos dos dias atuais, bem como os donos de igrejas neopentecostais mentem aos auditórios. Quando eles falam sobre a honra que o Pai dará a quem obedecer aos seus devaneios e invencionices de ofertas, jejuns, novenas e objetos de adoração, estão na verdade induzindo o populacho a pagar caro pelos seus sonhos megalomaníacos. O Pai não está nesses negócios e nessas negociatas.
 
Positivamente considerado, "o Pai o honrará" signfica obter do Pai celestial a bênção por tratarmos o Seu Filho com a dignidade que merece. O Pai ama quem trata bem o seu Filho. E a consequência é clara: recebe bênçãos espirituais, recebe porção dobrada do Seu amor; recebe galardão na eternidade; recebe maior poder espiritual e desenvolve virtudes mais sublimes. geradas pela presença do Espírito Santo em sua vida, chamado fruto do Espírito. Todos os crentes o têm, mas os que mais amam a Jesus mais os desenvolvem. Além disto, nesta vida, têm o pão de cada dia e os cuidados do Pai. Podem ser agraciados com bênçãos materiais, mas não obrigatoriamente. Ainda assim, se o Senhor desejar, poderão sofrer, serem martirizados, como os crentes primitivos; porém, desfrutarão de uma comunhão tal e de uma graça tal, que nenhum crente carnal sequer chegará perto! Certamente o Senhor Deus não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. (Am 3:7). Conquanto o texto seja específico aos profetas veterotestamentários, também expressa que os que amam ao Senhor têm uma sensibilidade mais acurada quando honram ao Filho com maior dedicação.
 
Sou pai de uma bebê de nove meses, a minha Rutinha. Hoje experimento o que a célebre frase dizia: "quem quer agradar os pais, que ame os filhos deles". E, de fato, torno-me grato e profundamente feliz com quem expressa amor por minha amável filha. Se eu, que sou humano, sinto-me honrado com quem honra a minha filha com amor, com carinho e com afeição, muito mais o Pai celestial com quem honrar o Seu Filho Unigênito! Mas que fique claro: isto não significa que o Pai atribuirá hierarquicamente poder ou agraciará o honrador com honrarias efêmeras. Significa que haverá regozijo e comunhão íntima de quem encontrou naquele crente um ser íntegro e capaz de desfrutar das bênçãos mais profundas do Senhor. Neste sentido posso citar dois heróis da fé que conheci e que eram deste tipo: o primeiro foi Richard Wurmbrund, "Torturado Por Amor a Cristo". Em 1984 eu o vi pessoalmente a uma distância de 50 metros, enquanto palestrava sentado. Seu rosto literalmente resplandecia, para espanto de todos nós, que estávamos presentes. Este homem viveu o sofrimento por Cristo por quase vinte anos! Ele amava a Jesus de forma muito especial. Ele foi honrado com uma glória que nenhum de nós, que estávamos lá, tinha. O outro foi Sebastião Emerich, recolhido às mansões celestiais no ano passado. Com mais de 90 anos, chegou a ler 330 vezes a Palavra de Deus. Vivia para Cristo, amava a Cristo, falava de Cristo. O Céu era tão visitado por ele em sua comunhão diária que pouco interesse tinha ele para com este mundo. Ele brilhava. Posso lembrar do seu brilho agora, enquanto escrevo. Essa é parte da honra que o Pai dá a quem ama ao Seu Filho Jesus.
 
Espero ter esclarecido ao querido amigo e pastor, bem como ao público em geral que me honra com a sua leitura dia após dia.
 
Pastor Wagner Antonio de Araújo
03/05/2016

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário