Translate

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

MEMÓRIAS LITERÁRIAS - 387 - O JARDINEIRO



O JARDINEIRO


387
Aluísio era um operário de empreiteira. Trabalhava com máquinas e também com serviço pesado. A crise econômica ceifou o seu emprego. Transformou-o em mais um desempregado. Por algum tempo recebeu o auxílio-desemprego. Infelizmente o auxílio acabou e Aluísio não foi recontratado. Tentou fazer alguns serviços por conta própria, mas não foi feliz.

Aluísio era um crente. Tinha esposa e filha. Era humilde, mas honrado. Não sabia mais o que fazer. A igreja o ajudava, mas a situação o incomodava e o auxílio não era suficiente. Aluísio aprendera na Bíblia que deveria ganhar o pão com o suor do seu rosto. Então orava e pedia um emprego. Clamava, suplicava; mas a solução não chegava.

Seu pastor foi visitá-lo. Sua casa era humilde e estava num bairro modesto, mas muito, muito bem cuidada. Da rua para a parede de entrada havia um espaço de 3 metros. Aluísio transformara este vazio num jardim magnífico: margaridas, roseiras, mini-palmeira, hortências, tudo muito bem colocado, muito bem escolhido, com cores que davam gosto.

Então, ao entrar e tomar um café com a família (o pastor viera doar uma cesta básica e ajudar com algum dinheiro para as necessidades), travou-se o seguinte diálogo:

- Irmão Aluísio, não achou emprego ainda?

- Não, pastor. Eu estou desesperado. Não sei o que fazer!

- Eu compreendo, meu irmão. A crise do Brasil está muito difícil. Quantos anos o irmão tem agora?

- 55, pastor. Vou fazer 56. Ninguém me contrata!

- De fato é uma idade tardia para contratação, com raras exceções. O irmão sabe que temos orado, não sabe?

- Sim, pastor, e eu agradeço!

- Pois então, irmão, vi que o irmão mantém um jardim magnífico aqui em sua casa. Quem o preparou?

- Eu mesmo, pastor! Aprendi com minha saudosa mãezinha. Que mão boa ela tinha para as plantas! Enquanto espero um chamado vou fazendo minhas artes!

- Deixe-me ler um texto para o irmão: Porque melhor é a sabedoria do que os rubis; e tudo o que mais se deseja não se pode comparar com ela. (Pv 8:11). O irmão não tem rubis e nem ouro. Hoje o irmão nem emprego tem. Mas tem algo que vale mais que isso: sabedoria. O irmão é temente a Deus, é honrado e gosta de aprender e trabalhar. Pois então, por que o irmão não explora essa sabedoria que Deus lhe concedeu, embelezando o jardim de outras pessoas?

- Mas, pastor, será que isso daria certo?

- Eu não sei! Mas, se o irmão não tentar, como saberá? E se tentar e não der certo, terá a consciência tranquila de que tentou. Que tal?

- Pastor, o senhor me ajuda?

O pastor então o convidou a embelezar o jardim da igreja. Adquiriu ferramentas, mudas de plantas, gramado, e deixou o Aluísio arrumá-lo. Em uma semana o jardim transformou-se num cartão postal. Os membros ficaram impressionados. Logo o Aluísio recebeu convites para fazer o jardim da casa das famílias dos crentes.

- Pastor, quanto devo cobrar?

- Meu irmão, quem quer muito nada tem. Cobre pouco, cobre o justo; cobre a diária de um diarista. E faça com alegria. Não lhe faltará serviço.

E assim Aluísio foi embelezar a casa dos irmãos. Os vizinhos, admirados, perguntavam quem cuidara de seus jardins, e indicavam Aluísio. Um vizinho ofereceu-se para criar uma página no facebook e então os pedidos avolumaram-se.

Em um ano e meio Aluísio mandou celebrar um culto de ação de graças. O motivo? Ele tornara-se o jardineiro mais popular das redondezas e prosperava muito. Outros quatro desempregados da igreja e dois do bairro uniram-se a ele. Trabalhavam felizes, ganhavam o seu pão com dignidade e enchiam a cidade de beleza e encanto.

Mesmo no meio da crise aqueles que têm sabedoria podem encontrar oportunidades dignas. E então, o que fazer? Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças. (Ec 9:10)

Pode ser que o leitor esteja desempregado, não encontre novas oportunidades, sinta-se velho ou seja assim considerado pelas empresas. Olhe ao seu redor. Veja as oportunidades que existem. Consulte a sua memória e veja o que gosta de fazer. Ore a Deus, entregue a questão ao Senhor. E comece a trabalhar. Em breve colherá bons resultados. Não acredita? Pois tenha certeza de que isto pode dar certo! Lança o teu pão sobre as águas, porque depois de muitos dias o acharás. (Ec 11:1). Quem observa o vento, nunca semeará, e o que olha para as nuvens nunca segará. (Ec 11:4)

Portanto, Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. (Sl 37:5)

Wagner Antonio de Araújo
16/12/2016

Nenhum comentário:

Postar um comentário