Translate

quinta-feira, 30 de março de 2017

memórias literárias - 429 - 4 PILARES DA IGREJA VERDADEIRA


4 PILARES
DA IGREJA
VERDADEIRA

 
429
O império da mídia social popularizou o pecado. Tornou-o banal aos nossos olhos. Tirou de nós a hostilidade e o choque contra as coisas bíblicamente erradas. Já não nos importamos mais com que os outros façam ou deixem de fazer. Criamos o mote de que cada um deve cuidar de sua própria vida e que ninguém deve dar lições em ninguém. E nos conformamos em viver assim, num mundo absurdamente isolacionista e desprovido de senso de sociedade. Quem nasce agora é criado neste caldo de complacência e de despudor.
 
Sites de moças que vivem juntas, relacionam-se sexualmente e filmam suas noites tórridas tornaram-se banais. Filmes de rapazes se amando loucamente transformaram-se em top de audiência nas redes. Não se discute mais o que é certo ou errado, mas se os casais são felizes e intensos. Transformamos a homossexualidade em virtude e lhes damos a audiência necessária, tornando-os jornalistas de sucesso, apresentadores famosos, comentaristas requisitados, animadores de auditório etc. Em função disso esse grupo se torna formador de opinião. Logo, o seu pensamento torna-se o politicamente correto para o resto da humanidade.
 
Igrejas foram invadidas por esse permissivismo. Uma grande seita evangélica, oriunda da Austrália, cujas músicas emotivas, do tipo worship-românticas, cruzou os oceanos, conquistou os Estados Unidos e agora logrou fundar na zona sul da capital paulista uma filial. Seu diferencial: permissivismo. Uniões homossexuais são permitidas e até desejadas. A vida nas baladas, nas orgias, nas excentricidades é cultuada e valorizada. Tudo com muito luxo, juntando a nata rica da juventude das igrejas evangélicas tradicionais, somadas aos dissidentes de igrejas neopentecostais desgastadas pelo tempo. O glamour de seus shows e o uso da bíblia sem causar preconceitos atrai um público gigantesco, geralmente os que se dizem desigrejados.
 
Quem é criado nessa cultura tem dificuldade em avaliar que os pilares dessa libertinagem estão trincados. Esse espírito é diametralmente oposto ao da Santa Bíblia, a única e exclusiva Escritura Sagrada, que nos revelou a vontade de Deus e o único mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem, Rei dos reis e Senhor dos Senhores, o Messias de Israel, o Filho de Deus!
 
Quero destacar quatro pilares que são incompatíveis com este mundo tenebrosamente maligno e com estas igrejas malignamente constituídas por Satanás. Lembre-se de que qualquer igreja que não se sujeite aos crivos das Escrituras Sagradas está, indubitavelmente, nas mãos do opositor, do Maligno, do Diabo. Portanto, quem não abraça estas verdades que mencionarei continua debaixo do Império das Trevas, mesmo que tenha nome cristão, o que tenha nome de "que vive, mas está morto". Diferentemente dos pilares fragilizados dos permissivos, os pilares bíblicos que mencionarei dão sustentação à fé e ao futuro do cristianismo.
 
01 - PECADO É DESOBEDIÊNCIA A DEUS E AGRIDE A SUA SANTIDADE - O pecado é a quebra da Lei de Deus. O homem é pecador por origem, por natureza. Sua tendência sempre é quebrar a vontade de Deus, rebelar-se, opor-se. Nenhum homem pode agradar ao Criador, mantendo a sua natureza do jeito que está. É necessária uma regeneração, um novo nascimento. E este acontece no dia em que o pecador reconhece os seus pecados e crê de todo o coração em Jesus como Filho de Deus, como Cordeiro de Deus e como ressuscitado pelo poder de Deus. Então, à partir daí, não vive mais debaixo do pecado, mas no centro da vontade de Deus. Deixa de viver no pecado e busca agradar a Deus em tudo o que fizer.
 
Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna, por Cristo Jesus nosso Senhor (Rm 6:23)
 
Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. (1Jo 3:4)
 
Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo. (Jo 3:7)
 
A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. (Rm 10:9)
 
Porque o pecado não terá domínio sobre vós, pois não estais debaixo da lei, mas debaixo da graça. (Rm 6:14)
 
02 - NÃO PODEMOS SERVIR A DOIS SENHORES - O tipo falso de evangelho que apregoam nestes macrocentros de cultura gospel é que podemos ser quem somos e, ainda assim, sermos crentes. Isto é, podemos ser homossexuais, prostitutas, promíscuos, corruptos, mentirosos, agentes de jogos de azar, políticos criminosos, e, ainda assim, dizermos que somos crentes, pastores, missionários, "levitas" (ainda que isto não exista no cristianismo). Acontece que a Bíblia diz diferente. Jesus expressa-se como quem não admite gente que sirva a dois senhores. Para Ele, quem não ajunta, espalha. Para Ele, só há um caminho: o estreito. Só há uma condução: a cruz. Só há um acordo: tudo. Qualquer coisa diferente não O satisfaz e não leva ao Reino dEle.
 
Quem não é comigo é contra mim; e quem comigo não ajunta, espalha. (Mt 12:30)
 
Nenhum servo pode servir dois senhores; porque, ou há de odiar um e amar o outro, ou se há de chegar a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. (Lc 16:13)
 
E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo. (Lc 14:27)
 
Porfiai por entrar pela porta estreita; porque eu vos digo que muitos procurarão entrar, e não poderão. (Lc 13:24)
 
E Jesus, olhando para ele, o amou e lhe disse: Falta-te uma coisa: vai, vende tudo quanto tens, e dá-o aos pobres, e terás um tesouro no céu; e vem, toma a cruz, e segue-me. (Mc 10:21)
 
03 - A IGREJA É SANTA E COMO SANTA DEVE PERSEVERAR - A palavra santa significa separada, consagrada, dedicada. A igreja de Cristo, o grupo de seguidores do Senhor que, unidos, prestam culto, adoram a Deus, servem ao próximo e exercitam dons e talentos que o próprio Espírito Santo distribui, deve viver em santidade, separada dos meios pecaminosos e consagrada ao Senhor. Ela é chamada de Noiva do Cordeiro e está em fase de preparação, adorno, dedicação, para o grande dia do casamento. Como tal ela deve ser fiel ao Senhor e não compactuar com o mundo. Igrejas mundanas, que se misturam com a sociedade contemporânea, não estão a evangelizar, pois evangelizar é levar boas-novas. Elas estão a sujar-se, contaminar-se, misturar-se, transformar-se à semelhança do pecado, julgando, com isto, serem mais próximas do povo. Cristo, o Noivo, rejeita a noiva mundana e conclama os salvos a não tomarem a forma deste mundo.
 
Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; (1Pe 2:9)
 
E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. (Rm 12:2)
 
Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo, e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus (1Co 6:20)
 
Para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem coisa semelhante, mas santa e irrepreensível. (Ef 5:27)
 
Mas tenho contra ti que toleras Jezabel, mulher que se diz profetisa, ensinar e enganar os meus servos, para que se prostituam e comam dos sacrifícios da idolatria. (Ap 2:20)
 
04 - O MUNDO, A CARNE E O DIABO, INIMIGOS CONTRA QUEM DEVEMOS LUTAR A TODO INSTANTE - A autêntica igreja de Cristo, os salvos por Ele da perdição deste tempo, não vive para celebrar, para festejar, para fazer piqueniques, passeios, tardes de boliche ou entretenimento. Ela vive para combater o mundo, isto é, este padrão de pensamento que se opõe à Palavra de Deus. Ela vive para auxiliar cada crente a lutar contra a carne, que é a tendência que temos para desagradar ao Senhor e voltar à prática do pecado. Ela vive para lutar contra o Diabo, a quem resiste em nome de Jesus, depois de submeter-se à vontade de Deus. A autêntica igreja do Senhor Jesus não está em férias duradouras, mas em batalha decisiva; por isso não descuida de sua santidade e comunhão.
 
Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. (1Jo 2:15)
 
Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna. (Gl 6:8)
 
Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; (1Pe 5:8)
 
Porque não temos que lutar contra a carne e o sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais. (Ef 6:12)
 
 Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. (Tg 4:7)
 
Finalmente, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais. (1Ts 4:1)
 
Quem vive numa igreja permissiva vive no mundo. Tem versículos decorativos e canta canções cristãs, mas não tem parte no Reino de Deus. Seria melhor definir-se: ou pula para dentro do Reino, renegando o mundo, ou parte de vez para o pecado e aguarda o juízo divino.
 
Que cada um faça a sua decisão.
 
Quem é injusto, faça injustiça ainda; e quem está sujo, suje-se ainda; e quem é justo, faça justiça ainda; e quem é santo, seja santificado ainda. (Ap 22:11)
 
Pastor Wagner Antonio de Araújo
Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil

30/03/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário