Translate

terça-feira, 18 de abril de 2017

memórias literárias - 438 - PAPAI, NANA COMIGO?

PAPAI,
NANA COMIGO?

 
438
Estava eu no escritório de casa, entre tantas atividades (levar a esposa para exames do bebê que está para nascer, buscar o sogro no hospital após um derrame, preparar um texto e logo sair novamente para atender outra necessidade), quando minha filha Rute, que amanhã completa um ano e nove meses, me puxa a camisa e, súplice, me diz: "Papai, nana comigo?"
 
Ah, aquele rostinho meigo, carente, amoroso, com tanto sono, precisava do papai para sentir segurança. Tia Milú não estava; então eu tomei-a nos braços, disse que a amava e levei-a para a cama, deitando-me com ela. "Papai, pega coberta!". Tomei uma manta quentinha e cobri-a, bem como a mim e disse: "Papai está aqui, meu amor; dorme com Deus". E ela sorriu.
 
Lembrei-me do colo de Deus, no qual inúmeras vezes me atirei; lembrei-me do Papai do Céu, com quem sempre me socorri. Não falei como Rute Cristina ("Papai, Nana Comigo?"), mas na linguagem adulta disse a mesma coisa ("Pai, socorre-me, consola-me, fortalece-me!"). Não há colo melhor do que o de Deus, quando o cansaço nos domina e a insatisfação com os acontecimentos nos entristece. Também é o melhor lugar quando queremos desfrutar apenas da companhia de quem mais amamos. O colo de Deus é fonte de paz e segurança!
 
Fiquei com Rutinha até que estivesse confortável e dormisse. Ela abria os olhinhos e sondava para saber se eu ainda estava ali. Eu estava. Não abandonaria a minha filha por nada. Assim Deus faz comigo, quando Lhe busco: me dá descanso, me refrigera a alma, me consola, me faz repousar seguro! Deus é meu Pai, não por geração natural, mas por adoção, na pessoa bendita de Jesus, o Seu legítimo e único Filho! O Seu amor por mim é mais doce do que o mel e o destilar dos favos! Ele prometeu que estaria comigo para sempre.
 
E eu creio nEle.
 
Bendito seja Deus!
 
PAPAI DO CÉU, NANA COMIGO?
 
Wagner Antonio de Araújo
18/04/2017
 
obs: em homenagem à Rutinha, que amanhã completa 1 ano e nove meses.
 
vejam:

Nenhum comentário:

Postar um comentário