Translate

terça-feira, 25 de agosto de 2015

memórias literárias - 234 - A ORIGEM E A ANÁLISE BÍBLICA DO CARNAVAL


 
A ORIGEM E A ANÁLISE BÍBLICA DO CARNAVAL
234
 
16/02/2012
PR. WAGNER ANTONIO DE ARAÚJO
IGREJA BATISTA BOAS NOVAS DO RODOANEL -
CARAPICUÍBA - SP - BRASIL
 
ASSISTA:
 
PARTE 1
 
PARTE 2
 
 
O TEXTO:
 

A ORIGEM DO CARNAVAL


4 mil a.C. - antigo Egito - culto a Isis - rituais agrários - colheitas de grandes safras
pintavam os rostos, dançavam, bebiam.

rituais pagãos - festas e orgias romanas
deus Pã e Baco - Pã (Lupércio) deus dos bosques e florestas
Baco - Dionísio - deus das festas, da intoxicação, da bebedeira, do lazer

Lupercais, Bacanais e Dionísicas

O povo de Israel, no deserto, ao aguardar por Moisés, que demorava no monte, decidiu criar um bezerro de ouro e realizar uma "festa", cujos sintomas eram exatamente o das festas egípcias: bebedeira, orgias, descontroles morais. (conforme (Ex 32:6) E no dia seguinte madrugaram, e ofereceram holocaustos, e trouxeram ofertas pacíficas; e o povo assentou-se a comer e a beber; depois levantou-se a folgar.

Nos primeiros séculos da Era Cristã

O Carnaval começava após o ano novo e Dia de Reis, mas acentuava-se próximo do período da Quaresma, principalmente na chamada "terça-feira gorda", que era o último dia em que os cristãos podiam comer carne à vontade. Daí pra frente a igreja insistia num jejum e abstinência de prazeres e comidas.


Na Idade Média

Jogos e disfarces.
em Roma: corridas de cavalos, carros alegóricos e guerra de confetes nas ruas.
O Papa Paulo II criou o BAILE DE MÁSCARAS no século XV...

As máscaras mais famosas são confeccionadas em Veneza e Florença. Eram símbolos de sedução.

COMÉDIA ITALIANA - grupo teatral que instalou-se na França para difundir COMMEDIA DELLARTE, peça italiana, onde havia 3 personagens:
PIERRÔ - Ingênuo, sentimental e romântico, apaixonado pela COLOMBINA.
COLOMBINA - Caricatura das antigas criadas de quarto, sedutoras e volúveis.
ARLEQUIM - amante de Colombina, inimigo de Pierrô, é o palhaço farçante e cômico.

na EUROPA:

Entrudo: ritual carnavalesco, significa entrada, início, começo da Quaresma. Existe desde 590 d.C.quando o Carnaval Cristão foi oficializado.
o povo comia e bebia até cair, para compensar o jejum que viria.
com o tempo tornou-se bruto e violento, tendo seu ápice em Portugal, nos séculos 17 e 18, onde homens e mulheres atiravam água suja, ovos podres, guerra de laranja, restos de comida, além de todo tipo de abusos, imoralidades e atrocidades.
no Brasil
origem portuguesa
chegou com as caravelas.
recebeu influência das mascaradas italianas.
só no século 20 recebeu a influência africana.

1) O entrudo chegou ao Brasil em 1641 no Rio de Janeiro.
A Igreja Católica insistiu em mudanças.
Então a água suja foi substituida por água com perfume, originando o lança-perfumes, éter perfumado com perfume francês. Criado em 1885
No lugar das grosserias vieram as batalhas de flores e desfile de carros alegóricos de origem européia.
REI MOMO - inspirado nos BUFOS, atores portugueses, que faziam  comédias para divertir os nobres.
ZÉ PEREIRA - 1846 - tocador de bumbo. Deu origem às baterias
Origem da palavra Carnaval
Estudiosos divergem quanto a origem do termo Carnaval. Para uns, a palavra vem de CARRUM NAVALIS, os carros navais que faziam a abertura das Dionisías Gregas nos séculos VII e VI a.C. Uma outra versão é a de que a palavra Carnaval surgiu quando Gregório I, o Grande, em 590 d.C. transferiu o início da Quaresma para quarta-feira, antes do sexto domingo que precede a Páscoa. Ao sétimo domingo, denominado de "qüinquagésima" deu o título de "dominica ad carne levandas", expressão que teria sucessivamente se abreviado para "carne levandas", "carne levale", "carne levamen", "carneval" e "carnaval", todas variantes de dialetos italianos (milanês, siciliano, calabres, etc..) e que significam ação de tirar , quer dizer: "tirar a carne" A terça-feira. (mardi-grass), seria legitimamente a noite do carnaval. Seria, em última análise, a permissão de se comer carne antes dos 40 dias de jejum da Quaresma.

20 RAZÕES PELAS QUAIS O CRENTE NÃO DEVE TOMAR PARTE DA FESTA DO CARNAVAL

1) É uma festa pagã, com práticas pagãs. Será, porém, que, se de qualquer modo te esqueceres do Senhor teu Deus, e se ouvires outros deuses, e os servires, e te inclinares perante eles, hoje eu testifico contra vós que certamente perecereis. (Dt 8:19)

2) É uma celebração da carnalidade, da imoralidade. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. (1Jo 2:16)

3) É uma festa de práticas vergonhosas; E que fruto tínheis então das coisas de que agora vos envergonhais? Porque o fim delas é a morte. (Rm 6:21)

4) É uma permissão à imoralidade, à prostituição. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. (1Co 5:11)

5) É servir a dois senhores, à carne e a Deus. Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. (Mt 6:24)

6) É uma festa consagrada ao Diabo e ao pecado. Não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios; não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios. (1Co 10:21)

7) É destrutiva à instituição familiar. Venerado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; porém, aos que se dão à prostituição, e aos adúlteros, Deus os julgará. (Hb 13:4)

8) É festa mundana. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. (1Jo 2:16)

9) Corrompe a sociedade.  Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes. (1Co 15:33)

10) Escandaliza os que amam a Deus. Porque, se alguém te vir a ti, que tens ciência, sentado à mesa no templo dos ídolos, não será a consciência do que é fraco induzida a comer das coisas sacrificadas aos ídolos? (1Co 8:10)

11) Não edifica. Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam. (1Co 10:23)

12) Produz inimizade contra Deus. Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. (Tg 4:4)

13) É dar lugar ao Diabo. Não deis lugar ao diabo. (Ef 4:27)

14) É o ambiente consagrado às obras da carne. Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, (Gl 5:19)Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, (Gl 5:20);Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. (Gl 5:21)

15) Incita ao pecado. Depois Jesus encontrou-o no templo, e disse-lhe: Eis que já estás são; não peques mais, para que não te suceda alguma coisa pior. (Jo 5:14)

16) É roda de escarnecedores. Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores. (Sl 1:1)

17) Afasta a imagem de Deus do coração do homem. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. (2Co 4:4)

18) É prática dos que perecem. Portanto, os que estão na carne não podem agradar a Deus. (Rm 8:8)

19) Corrompe a santidade. Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo. (2Co 11:3)

20) É deste mundo e não tem parte com Cristo. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. (1Jo 2:16)

Que Deus nos abençoe, santifique e afaste de qualquer prática carnavalesca.

Wagner Antonio de Araújo
Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel, Carapicuiba, São Paulo, Brasil.


Fonte bibliográfica histórica de pesquisa: www.areliquia.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário