Translate

terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

memórias literárias - 415 - COMEÇOU BEM, TERMINOU MAL...

COMEÇOU BEM; TERMINOU MAL...


COMEÇOU BEM;
TERMINOU MAL...

415
Há tanta gente assim! Na vida cristã vemos tantas pessoas que aparecem promentendo tanto no Reino de Deus e, tempos depois, abandonam a fé, renegando o Salvador e a vida cristã. Em meus trinta e sete anos de vida cristã já vi milhares fazerem assim. Alguns eram apenas membros de igreja. Outros, diáconos, evangelistas, pastores, mestres. Alguns até escreveram artigos, livros, ou publicaram vídeos, com mensagens edificantes e bonitas. Mas, ao serem buscados hoje, estão no mundo, vivendo no pecado, ateus, idólatras, espíritas, esotéricos, ocultistas, ou, como diz a Bíblia sobre DEMAS, "amou o presente século".
 
Demas era um companheiro do Apóstolo Paulo em sua primeira fase de trabalho. Foi um homem presente. Seu nome pode ser um derivado de Deméter, ou Demétrius, "deusa da agricultura" ou "mãe terra". Talvez tenha sido um tessalonissense. Ele começou bem a vida cristã. Não sabemos quase nada dele, senão as citações feitas pelo Apóstolo Paulo:
 
Aos colossenses Paulo o cita como alguém que ajudou na composição da epístola e estava presente durante o seu ditado (Paulo geralmente usava os serviços de um amanuense, ou seja, um secretário ao qual ditava os seus textos e, posteriormente, assinava para comprovar autenticidade):
 
Saúda-vos Lucas, o médico amado, e Demas. (Cl 4:14)
 
Encontramo-lo também na saudação feita na epístola a Filemom, quando Paulo intercedeu por um escravo convertido, pedindo ao destinatário que o aceitasse de volta como irmão em Cristo:
 
Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores. (Fm 1:24)
 
Nota-se, com isto, que Demas estava entre os heróis da fé, entre os valorosos servos do Senhor, junto com o Apóstolo Paulo e com o sobrinho de Pedro, autor do primeiro evangelho (cronologicamente considerado), João Marcos.
 
Mas a última citação é de cortar o coração de quem ama a Obra e o Reino de Deus:
 
Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia. (2Tm 4:10)
 
Sobre Crescente e Tito não acreditamos que alguma coisa de ruim espiritual ou moralmente tenha acontecido, pois uma epístola é dirigida a ele em tempos similares. Sobre Crescente, nada sabemos, mas cremos que foi realizar a sua tarefa missionária também. Porém, quanto a Demas, Paulo é contundente: ele me desamparou. Ele amou o presente século.
 
Demas voltou atrás. Ele cansou-se do Reino de Deus. Ele não suportou viver em prisões fétidas e sofrer perseguições de judeus e de gentios. Ele não aguentou ver cristãos serem lesados, serem despojados de seus bens e conduzidos aos estádios para serem comida de leões e tochas para iluminar as noites dominicais dos ímpios e tiranos governantes. Ele não suportou o sofrimento pela fé. Ele cansou-se da cruz. Contudo, Cristo nunca escondeu esta realidade de Seus seguidores: E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo. (Lc 14:27)
 
Quantos se cansam da cruz! Queriam uma vida sossegada, sem preocupações ou problemas! Talvez, ao serem evangelizadas, tenham ouvido a frase "Jesus irá curar-lhe de todas as doenças; Jesus resolverá todos os seus problemas!" e, por não consultarem as páginas da Bíblia, esperavam, de fato, viverem regaladamente a sua vida cristã. Quando chegam as perseguições, quando o sofrimento pela fé se avoluma, não suportam a pressão e desistem! Triste sina daqueles que voltam para trás!  E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus (Lc 9:62)
 
Talvez Demas tenha sentido saudades da vida promíscua ou mundana. Ele, naqueles tempos, viera de um mundo promíscuo e corrupto, cheio de carnalidade e orgias. Homens podiam manter um garoto como parceiro sexual na cultura grega e não serem considerados homossexuais; podiam ter escravas sexuais além de uma esposa; podiam embebedarem-se até cair, ou participar de glutonarias (comer e vomitar, em honra de deuses). Também poderiam frequentar festas e locais públicos sem serem insultados, pois bastava queimar incenso a Cesar e ofertar nos templos pagãos que teriam toda a generosidade pública. Se não fossem cristãos não teriam os bens confiscados numa perseguição. Ah, quantos são assim hoje também! Achegam-se à FÉ, procuram em Cristo a realização pessoal, abandonam o fumo, a bebida, a pornografia, a prostituição, as drogas, a mentira, o roubo; mas com o tempo, porém, passam a achar a igreja retrógrada, cheia de usos e costumes, uma autêntica imposição de valores alheios sobre a vida da sociedade. Então recebem propostas e mais propostas para usufruir dos prazeres do mundo e, em dado momento, rompem a fidelidade, abandonam a igreja e zombam do tempo perdido no cristianismo autêntico. Quando não, acabam encontrando uma igreja liberal e libertina, que não tem qualquer "uso e costume" (podem viver como quiserem, vestir ou despir, tatuar ou identificar-se com gangues urbanas), e somam-se às multidões que dizem ter se "encontrado", renegando a fé original de um Cristo que exige renúncia pessoal e dedicação incondicional. Mas quem me negar diante dos homens será negado diante dos anjos de Deus. (Lc 12:9)
 
Começar bem é geralmente fácil. Terminar bem é que é a questão!
 
Por isso a Bíblia diz:
 
Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. (Mt 24:13)
 
Isto não significa que quem não perseverar não será salvo; significa que quem é salvo persevera. Quem não persevera não é salvo, pois "amou o presente século".  Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai. (1Jo 2:24)
 
Quero terminar esta meditação com a brilhante letra de uma música de VENCEDORES POR CRISTO:
 
Se acomodando ao mando do presente século
Se conformando e amando o presente século
E desfrutando a vida no presente século
A conta irão prestar quando o final chegar

Correr atrás de tudo como quem perplexo
Possui um novo mundo em um forte amplexo
Até desesperar por já não ver mais nexo
A conta irão prestar quando o final chegar

Do tempo que desperdiçou
Do que ouviu e nunca decisão tomou
Do rumo que se preferiu
Do Cristo que se rejeitou
Do Cristo que se rejeitou

Ao Cristo rejeitado, apesar de amigo
Ao Cristo crido ou tido como por castigo
Ao Cristo desprezado e até banido
A conta irão prestar quando o final chegar
 
 
À propósito, como você tenciona terminar a sua biografia? Como a de um homem de Deus, mencionado por Ele (A lei da verdade esteve na sua boca, e a iniqüidade não se achou nos seus lábios; andou comigo em paz e em retidão, e da iniqüidade converteu a muitos.) (Ml 2:6); ou como a de Demas: Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica. (2Tm 4:10)
 
Que Deus nos ajude a começarmos bem e a terminarmos melhores ainda!
 
Wagner Antonio de Araújo

28/02/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário