Translate

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

memórias literárias - 137 - HUMOR SEM TEMOR É TUMOR



 
137 -
HUMOR SEM TEMOR
É TUMOR
 
É incrível como o mundo do humor mundial, após a década de 70, circula pelo satanismo aberto, levando a todos um entretenimento maculado pela quebra de valores morais que o Criador estabeleceu: honradez, decência, pudor, respeito ao próximo, zelo pela educação infantil, dignidade e caráter. Foi-se o tempo em que humor significava banalidade, risos de situações pitorescas, coisas engraçadas do dia a dia, paródias cômicas ou críticas bem humoradas de personalidades.
 
O chamado humor nestes dias próximos à volta de Cristo é um espetáculo de crueldade, de preconceito, de indecência, de linguagem imprópria a pessoas dignas, de consideração. Aliás, os humoristas são declaradamente fanáticos pelo dinheiro, ofertando-se a quem pagar mais, desrespeitando equipes, contratos, bandeiras, amizades. "Humor é 'business', meu caro". Sim, humor não é humor, humor é negócio! E isto não é piada!
 
Os "entretenedores" da meia-noite no Brasil estão brigando pelas fatias de mercado. Trocaram canais, trocaram equipes, traíram parceiros, receberam fortunas e todos seguem rumo ao lucro e à fama. Não há nada mais importante para eles. Do lado dos que assistem (pobres vítimas do marasmo da meia-noite), fartam-se cada dia mais do esterco humano impiedoso, servido com requintes de pornografia, linguagem chula e desrespeito ao ser humano. Aos poucos a guarda interior do bom senso e o discernimento do erro vão cedendo, como a boca que entorta pelo uso do cachimbo, e os limites do aceitável tornam-se amplos e irreparáveis. Nada surpreende mais. Xingar, mentir, acusar, zombar, irritar, enganar, tornam-se humor. Faz parte do gnosticismo moderno: esvaziar os termos com conteúdos absolutamente pagãos e desvirtuados.
 
As brigas das tvs, dos humoristas e das equipes tornam-se um "reality show" à parte. Todos querem saber o que o chefe da japonesa disse sobre sua saída do programa. Em contrapartida, querem ver qual a reação dela diante disso. No outro caso, o humorista gaúcho, expulso por piada cruel dita a pessoa imprópria (isto é, que tinha poder econômico no sistema), (porque piadas piores ditas a pessoas frágeis sempre foram admitidas) foi convocado para substituir o outro humorista do ABC, que trocou de canal. Isto é, as brigas entre eles e seus reatamentos fazem parte do espetáculo que todos gostam de ver: quem irá passar a perna em quem; quem voltará e tomará o lugar de quem, quem dobrará de salário. É o inatingível do populacho, idealizado em seus ídolos virtuais: é como se o salário fosse para o espectador, uma ilusão fugaz.
 
Isto não é um fenômeno brasileiro. É algo mundial, estabelecido após os anos 70 com o avanço da proximidade do retorno do Senhor Jesus. Satanás sabe que seu tempo é curto e está se valendo dos descobrimentos tecnológicos dos humanos, tomando a direção e o império da mídia, através de seus principados e potestades, o primeiro escalão no império de Apoliom. Sua tática é certa: estender os tentáculos dentro dos olhos, ouvidos, mentes e bocas de cada humano, mediante a conexão universal de seus valores anti-humanos, anti-bíblicos. Isto ele faz com a mídia dominada: imprime através do humor desqualificado toda a quebra de defesa moral. Não apenas no humor, mas em tudo: torna-nos mansos ante os ataques da violência, mostrando com naturalidade decapitações, tiros, esquartejamentos, fuzilamentos, filmes didáticos sobre como usar drogas, como se prostituir, como ser pederasta ou homossexual, como burlar a lei, como enganar multidões através da mentira. Ensina que é mais fácil prostituir-se e ter 10 filhos, conseguindo uma renda do governo por cada um deles, do que ser honrada e dignificar-se com uma família equilibrada. Satanás passa a idéia de que um analfabeto atrás de uma bola de futebol é muito mais valioso que um estudante idealista que nunca verá um salário condigno. É mais honrado ficar pelada, se for mulher, ou tornar-se gay, se for homem, conseguindo um programa de entretenimento e contratos para morar na Europa.
 
A atual geração é formada pelo pedagogo das profundezas, Satanás. Ele tem sido convidado a substituir os pais na educação dos filhos. Cada vez que pais confiam na TV, no videogame, na escola, na creche ou na internet aquilo que deveriam fazer como pais, isto é, EDUCAR, GERAR VALORES, PRINCÍPIOS, estão entregando os filhos a Satanás. Mulheres que antes cumpriam a sua missão de MÃES, formando os seus filhos como prioridade de vida, agora não estão mais em casa, seja por necessidade ou por opção, e seus filhos perderam a mão que embala o berço, que antes governava o mundo. Hoje Satanás embala o berço com a tecnologia substitutiva. E já governa o mundo! Os homens, os antigos PAIS, que tinham a sagrada missão de imprimir em seus lares a lei e a direção, a honradez e o sustento, a disciplina e o galardão, tornaram-se frágeis, perderam o sentido de existir e já estão sendo apontados como obsoletos, pois em nada contribuem além do material genético. Até nisto estão tentando burlar a Natureza.
 
Bem-vindos ao mundo que se prepara para a Grande Tribulação! O cenário está quase pronto, faltando apenas pequenos detalhes. Os políticos criam as brigas e os jovens terão que morrer em campos de batalha. Pastores corruptos servem a Mamom e os analfabetos em bíblia os seguem como um grande e extenso rebanho de acéfalos espirituais. Como o senso de discernimento está quebrado, qualquer coisa serve, desde que possa proporcionar DINHEIRO, FAMA, PODER, SEXO, DIVERSÃO E SEGURANÇA. Qualquer deus serve. E se o mundo gospel possui uma igreja para cada freguês, e se seus chefes prometem prosperidade, devem estar certos. Um deus gospel qualquer serve.
 
E ainda nos surpreendemos com a Natureza em agonia! Dizemos comumente que as tragédias climatológicas são fruto do desmatamento e do mau uso do planeta. Isto é apenas metade da verdade. Existe outra coisa que a afeta veementemente: o pecado das nações. Quando vemos o Acre debaixo dágua, o Pará e Roraima com queimadas estonteantes, o Sudeste com suas principais represas secando sem parar, as abelhas desaparecendo das florestas, temos que atentar para um outro motivo: punição divina. Sim, por mais que se pense ter nisso crendice primitiva. Há um Deus no Céu, um Ser pessoal, que pune e disciplina com autoridade. Seus avisos são longos, extensos e claros: a Terra sofre com o pecado do povo. Foi assim com a humanidade primitiva, quando Noé alcançou graça da parte do Criador. E está sendo assim hoje, sem dúvida nenhuma. Quando olharmos o barro seco na represa da Cantareira, lembremo-nos das oferendas aos espíritos nas águas das praias do Brasil. Lembremo-nos dos bordéis a céu aberto no Carnaval. Lembremo-nos do dinheiro desviado pelos políticos, mantendo idosos e crianças na penúria e gastando a fortuna com a orgia, com mansões, viagens e drogas. Lembremo-nos do Dia do Senhor, já nem obedecido pelo chamado povo crente. Lembremo-nos das mãos dadas com a idolatria e com o espiritismo, com reuniões de louvores unificados. Lembremo-nos da fé nominal dos cristãos e das igrejas apóstatas que transformaram os seus cultos em entretenimento, típico dos humorismos televisivos.
 
Acaso é contra os rios, Senhor, que estás irado? É contra os ribeiros a tua ira, ou contra o mar o teu furor, visto que andas montado sobre os teus cavalos, e nos teus carros de salvação? (Hc 3:8)
Eu também andarei contrariamente para convosco, e eu, eu mesmo, vos ferirei sete vezes mais por causa dos vossos pecados. (Lv 26:24)
Porque sabemos que toda a criação geme e está juntamente com dores de parto até agora. (Rm 8:22)
 
É hora de separar quem é do Senhor e quem não é. E tal separação tem que surgir na atitude de cada um de nós. Basta de hipocrisia e simulação. Ou somos ou não somos do Senhor. Ou deixamos o mundo ou que mergulhemos nele como fiéis súditos do Inferno. Não podemos servir a dois senhores! É por coxearmos entre dois senhores que o evangelho perdeu seu sal e perdeu sua luz. Até o governo quer legislar sobre o que um pastor deve aprender e ensinar, conferindo aos teólogos diplomas reconhecidos e aceitos. Ai de nós, quando o mundo se torna nosso parceiro! É sinal de que não incomodamos mais, não protestamos mais, não impedimos mais o avanço do mal e do pecado! Quando o Diabo é nosso parceiro já deixamos de servir a Deus!
 
O humor é bom, mas o humor que parte de uma alma tranquila que ri o riso da criança, a banalidade da brincadeira que não ofende, a simplicidade e a ingenuidade de cada um. E bem sabemos que o que está aí não é humor, mas TUMOR. E tumor cancerígeno, destruindo todas as artérias e órgãos que mantém o homem um ser social. O humor nojento de hoje está apagando os últimos resquícios da imagem de Deus nesta criatura. Não devemos nos associar a isso.
 
A santidade cristã começa aqui:
 
E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. (2Cr 7:14)
 
Comecemos hoje!
 
Wagner Antonio de Araújo
20/03/2014
 

NOSSAS MÍDIAS UNIFICADAS:
 
1. RÁDIO NAFTALINA WEB
 
2. VÍDEOS DO PR. WAGNER ANTONIO DE ARAÚJO
 
3. ARTIGOS DO PR. WAGNER ANTONIO DE ARAÚJO
 
4. BIBLIOTECA VIRTUAL DA OPBCB
 
5. VELHO REALEJO CRISTÃO
 
6. ARTIGOS DO PASTOR TIMOFEI DIACOV
 
7. MEMORIAL DO PASTOR JOSUÉ NUNES DE LIMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário