Translate

quarta-feira, 13 de março de 2013

memórias literárias - 44 - 12 DE OUTUBRO - DIA DA IDOLATRIA DO BRASIL


44 - 12 DE OUTUBRO - DIA DA IDOLATRIA DO BRASIL
Os evangélicos aprovam aqui e ali o seu dia comemorativo. Até aí nada de errado. Católicos os possuem aos montes, distribuídos por todo o calendário anual. Mas no momento em que os governos decretam feriado em seus dias de celebração acabam por ferir um dos maiores valores de uma sociedade democrática: a liberdade de escolha de cada um com relação ao seu credo religioso. Obrigar os demais a parar as atividades profissionais e estudantis por causa de festejos religiosos impostos não é liberdade de escolha. Claro que todos os trabalhadores apreciam os feriados, principalmente nesse estressante mundo contemporâneo. Qualquer oportunidade de parar é um tempo a mais com a família. Mas se esses trabalhadores forem patrões ou ganharem por comissão, nem eles apreciarão tantas paradas obrigatórias. E se o motivo for religioso, e da religião do outro, ficará mais constrangedor ainda.

Hoje é DIA DE NOSSA SENHORA CONCEIÇÃO DE APARECIDA, A PADROEIRA DO BRASIL. Esse feriado foi oficializado pela Lei Federal 6802/80 para “o culto público e oficial a Nossa Senhora Aparecida”, instituído por ocasião da visita do Papa João Paulo II naquele ano, ao Brasil. Trata-se da veneração nacional da estátua de terracota de 40 centímetros, encontrada nas águas do Rio Paraíba, em São Paulo, por três pescadores e que originou posteriormente em culto público à santa aparecida, nome que tornou-se referência da imagem (Aparecida).

Para o católico popular, que não entende de sua própria teologia, mas vive as tradições de sua igreja, cada Nossa Senhora é diferente uma da outra. Mas o catolicismo confessa que as imagens não são santas separadas e distintas, mas a mesma santa em aparições diferentes. Assim há a Nossa Senhora de Fátima (que apareceu em Fátima, Portugal), Nossa Senhora de Guadalupe (que apareceu no México) etc. É a mesma suposta aparição de Maria mãe humana de Jesus, mas em aparições diferentes. Contudo, para o religioso comum, acender uma vela para Nossa Senhora Aparecida é diferente de acendê-la para Nossa Senhora do Rosário, o povo não distingue que são apenas aparições. Porisso festejos múltiplos e diferentes.

PADROEIRA DO BRASIL, protetora nacional. Uma estátua de 40 centímetros, que espatifou-se em 200 pedaços na década de 80, poderia proteger a nossa nação?

Somos todos cristãos, nós, que assim nos consideramos. Deveríamos ir à Palavra de Deus. Lá nós encontramos a voz do Todo-Poderoso, que nos diz o seguinte:

“Os filhos apanham a lenha, e os pais acendem o fogo, e as mulheres preparam a massa, para fazerem bolos à rainha dos céus, e oferecem libações a outros deuses, para me provocarem à ira.” (Jr 7:18) Esse texto de Jeremias fala do povo de Judá, que fazia oferendas a um ídolo identificado como RAINHA DOS CÉUS. Como Nossa Senhora é considerada pelo catolicismo popular? RAINHA DOS CÉUS!! Isso se chama ERRO. O céu não tem rainha; só um Rei, o próprio Deus.   “Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura.” (Is 42:8)

O Papa Pio XII “decretou” que Maria era reconhecida como Rainha dos Céus em 1954. Meu Deus, “tende piedade de nós”, que ignoramos o que a Bíblia ensina sobre um Deus que não reparte Sua glória!

O comércio de imagens de escultura, de gesso, de bronze, de ferro, de madeira, de plástico, de qualquer material, será grande no dia de hoje. Milhares de estátuas reproduzindo a figura da estátua original serão vendidas aos lares brasileiros. E o que se fará delas? Elas irão para a casa das pessoas, serão colocadas num lugar de destaque, uma vela será acesa, uma rosa decorará o ambiente, um incenso para perfumar o momento de reflexão e as pessoas farão as orações olhando para a imagem. Ou então irão para as padarias, para as oficinas, para os escritórios, para os gabinetes, servindo de proteção contra os inimigos. Aquele objeto era apenas  gesso, madeira, ferro, plástico, mas feito em imagem da santa, tornou-se objeto de veneração.

As pessoas imaginam estar fazendo uma grande coisa, porque desconhecem o que diz a Bíblia sobre isso: Isaías 44:13-17. "O ferreiro, com a tenaz, trabalha nas brasas, e o forma com martelos, e o lavra com a força do seu braço; ele tem fome e a sua força enfraquece, e não bebe água, e desfalece. O carpinteiro estende a régua, desenha-o com uma linha, aplaina-o com a plaina, e traça-o com o compasso; e o faz à semelhança de um homem, segundo a forma de um homem, para ficar em casa. Quando corta para si cedros, toma, também, o cipreste e o carvalho; assim escolhe dentre as árvores do bosque; planta um olmeiro, e a chuva o faz crescer. Então serve ao homem para queimar; e toma deles, e se aquenta, e os acende, e coze o pão; também faz um deus, e se prostra diante dele; também fabrica uma imagem de escultura, e ajoelha-se diante dela. Metade dele queima no fogo, com a outra metade prepara a carne para comer, assa-a e farta-se dela; também se aquenta, e diz: Ora já me aquentei, já vi o fogo. Então do resto faz um deus, uma imagem de escultura; ajoelha-se diante dela, e se inclina, e roga-lhe, e diz: Livra-me, porquanto tu és o meu deus.”

Ser idólatra é algo de foro íntimo e não pode ser legislado pelo Estado. Mas se a idolatria for no meio do povo cristão, a Bíblia é a Lei, e nela encontramos a condenação disso, além do tradicional texto dos dez mandamentos, modificados pelo catecismo católico, mas não modificado pelo Espírito Santo ao longo dos milênios: Ex 20.4: “Não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; Não te encurvarás a elas, nem as servirás;”

DIA DA PADROEIRA, Dia imposto ao país para uma bênção que a Bíblia não ensina.

Oremos pelo Brasil e pelos Brasileiros...

Wagner Antonio de Araújo
Igreja Batista Boas Novas de Osasco SP
www.uniaonet.com/bnovas.htm
bnovas@uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário