Translate

segunda-feira, 29 de abril de 2013

memórias literárias - 73 - PALAVRAS MEDICINAIS


73 - PALAVRAS MEDICINAIS
Certa feita o Senhor Jesus Cristo falou: “pelas tuas palavras serás condenado, e pelas tuas palavras serás justificado” (Mt 12.37). Tal juízo é sobremodo maravilhoso, porque não tem apenas um sentido escatológico, para o fim dos tempos, mas possui também um caráter presente, atual, dia após dia.

Nós somos o que falamos. Em Provérbios 23.7 nós encontramos a afirmação: “Aquilo que ele pensa, assim ele é”. Nós encarnamos as idéias que temos de nós mesmos e do nosso futuro. “Faça-se conforme a sua fé”, frase costumeira do Salvador (Mt 9.29), é real e atual, devendo ser usada hoje, já!

Portanto, temos que tomar conta de nossa boca (e de nossos pensamentos também, porque não é apenas o que dizemos com os lábios, mas o que dizemos em pensamento também). O Salmista diz: “coloca um vigia nos meus lábios” (Salmos 141.3).

Se nós pensarmos em coisas boas, elas terão solo fértil para acontecer, o que não significa que deixaremos de passar por provações e lutas. O apóstolo Paulo diz, em Fp 4.8: “Ocupem o pensamento de vocês com coisas boas, louváveis, elegantes, virtuosas, puras e justas.” Mente sã, corpo são. Mente bem ocupada, dia a dia bem vivido.

Há palavras medicinais que podem operar maravilhas em nossos corações! Precisamos aprender a usá-las e aplicá-las. Afinal, a tendência da carne, pecaminosa, sofrendo a influência do maligno, é para a depressão, para a derrota, para o fracasso, para a tristeza, para o desânimo. Jesus afirmou que veio nos trazer vida, e vida com abundância (Jo 10.10).

Eu, particularmente, se deixado ao léu da minha mente, dos meus traumas (e quem não os tem?) e do meu coração, tenho a tendência de entrar em tristeza e depressão. Como combato e venço tais situações? Com palavras medicinais. A seguir, algumas que me ajudam e me fazem “mais que vencedor por aquele que me amou”, conf. Rm 8.37:

Pensamento: “EU PERDI”. Remédio: “Eu sempre sou conduzido em triunfo porque estou no centro da vontade de Deus. Logo, não perdi, eu ganhei!” (cf. II Co 2.14; 12..10).

Pensamento: “FUI ENGANADO”. Remédio: “Todas as coisas contribuem para o meu bem, Deus permitiu essa tristeza para que eu amadurecesse, e nada poderá me abalar, porque sou como o Monte de Sião" (cf. Rm 8.28; 5.4 e Salmo 125.1).

Pensamento: “VOU DESISTIR”. Remédio: “Jesus disse que aquele que perseverar até o fim será salvo, logo, também salvarei esse projeto com perseverança; em nome de Cristo eu salto muralhas, conquisto exércitos e tenho uma mesa preparada na presença dos meus adversários. Eu já venci!” (Cf. Mt 24.13; Salmo 18.29; Mt 23.12; Sl 23.5)

Pensamento: “FUI INJUSTIÇADO”. Remédio: “O Senhor é quem pleiteia a minha causa, eu estou do lado do bem e da justiça; não há causa perdida para aquele que confia no Senhor; se alguém me lesou de um lado, eu receberei do Senhor muitas vezes mais por outras fontes”. (Sl 43.1; I Pe 3.13; Pv 11.18)

Pensamento: “TENHO MEDO”. Remédio: “O medo é uma forma maquiada de orar; assim, se eu temer, estarei desejando o que temo. Portanto, nada temerei, pois Jesus mandou eu não ter medo. Não estou sozinho, Cristo está comigo, e pela fé eu já contemplo a vitória, sabendo que a vontade de Deus prevalecerá. O meu amor é perfeito e já lançou fora todo o medo.”  (Mt 17.7; Mc 11.24; I Jô 4.18).

Bem, estas são as palavras medicinais que eu uso. Há muitas outras. Mas eu lhe sugiro que escreva as suas. Baseie tudo na Palavra de Deus, pois é ela que é viva e eficaz, e seja alguém cheio de vida e sucesso!

Wagner Antonio de Araújo,
Igreja Batista Boas Novas de Osasco, SP
bnovas@uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário