Translate

quarta-feira, 20 de maio de 2015

memórias literárias - 177 - NEGÓCIO COM ALMAS HUMANAS


 

Negócio com Almas
Humanas
 
- Alô, Pastor Carlos?
- Sim?
- Como vai? Aqui é o Bispo Pedro. Tudo bem com o irmão? Como está a nossa igreja aí no Vale?
- Vai bem, Bispo.
- Não é o que o relatório financeiro mostra, Pastor Carlos. O irmão mandou a arrecadação do mês muito baixa, 25% menor que a média dos últimos 6 meses. O que está acontecendo?
- Bispo, há muitos desempregados. Não foi possível enviar a mesma quantia dos meses anteriores.
- Pastor Carlos, o irmão não é pago pra cozinhar em fogo brando. RESULTADOS, pastor, nós queremos resultados! Não está havendo crescimento na igreja?
- Bispo, há visitantes, mas ainda não tomaram uma decisão, e não tenho como fazê-los ofertar!
- Não me interessa, Pastor Carlos! Pastor que se preze tem que ter almas, vidas, a igreja para ser relevante tem que ter crescimento. E o dinheiro tem que entrar! Os seus colegas estão faturando muito e nós até demos alguns bonus. Mas o irmão está marcando passo. No próximo mês quero ver resultados, ou então o irmão estará demitido.
 
....
 
- Alô, é o Missionário Clodoaldo?
- Sim?
- Aqui é o coordenador do campo. Como vai, tudo bem?
- Tudo, pastor, e o senhor?
- Eu também. Missionário, preciso terminar o relatório de atividades. Como está a construção? E quantos novos membros?
- Pastor, a reforma que precisamos fazer está quase pronta, mas não tivemos batismos neste período.
- Como? O senhor já está terminando a reforma?
- Sim; não era para fazer?
- Clodoaldo, meu neófito em missões, não seja bobo! Se você apresentar a reforma pronta não poderemos pedir mais dinheiro! Pare de construir, daqui uns três anos nós terminaremos!
- Mas, pastor, isso não é correto! Estamos com quase tudo pronto, para quê arrecadar mais?
- Clodoaldo, você é funcionário da missão, aliás, um mau funcionário, porque não teve nenhum batismo neste ano. Obedeça às nossas determinações. Pare com a construção e arrume novos membros para a igreja.
- Até tenho uns seis já decididos, mas eles estão com a situação conjugal irregular e dois deles fumam.
- Faça vistas grossas. Deixa que Deus irá operar no coração deles ao longo do tempo. Só os insira na igreja imediatamente, porque os ofertantes precisam ver os resultados! Fui claro? Garanta seu salário, meu amigo. Fica com Deus. Fui.
 
...
 
Caros leitores:
 
Isso não é igreja. Igreja não é negócio com almas humanas. Quem costuma comercializá-las é BABILÔNIA, JEZABEL (Apoc 2.20; Apoc 18.13). Quem lida com igreja como se lida com negócios perverteu a Casa do Senhor. É fogo estranho no Altar de Cristo. Crescimento é obra do Espírito Santo. Não podemos converter pessoas. O que devemos é evangelizar, testemunhar, pregar, proclamar, e confiar o crescimento nas mãos do Senhor. Há tempos em que nada acontece; há outros em que um grande crescimento visível ocorre. Em ambas as situações a igreja deve confiar no poder de Deus e submeter-se à Sua orientação. Lotar a igreja de adeptos é transformar a Casa de Deus em clube social ou partido político, em zona de lazer ou movimento religioso. De que adianta casa cheia e Cristo fora? Há igrejas boas e cheias. Aleluia! Há igrejas boas e com poucas pessoas. Aleluia também!
 
Missões não são fonte de lucro. Não deveriam, pelo menos. Missões são cristãos que aceitam o desafio de proclamar até os confins da Terra o evangelho da graça. Enquantos uns vão, outros oram e outros ofertam. Ofertam não pelos resultados, mas pela obediência de ir e proclamar. Se haverá resultado positivo ou não, é competência do Senhor. Há campos férteis, que produzem a cem e a sessenta por um; outros, só a trinta. E ainda há outros que são pedregulhosos, mas ainda assim a mensagem é a mesma: "fala e não te cales, quer ouçam, quer deixem de ouvir". Não devemos e não podemos julgar resultados. Devemos e podemos julgar fidelidade e obediência ao IDE. Quem contribui não deve condicionar sua oferta a números, pois, na maioria dos casos, são falsos. A obra missionária tem que ser realizada com amor, com fidelidade, com lisura e sem falsas expectativas.
 
REINO DE DEUS NÃO É NEGÓCIO COM ALMAS HUMANAS.
 
Wagner Antonio de Araújo
Igreja Batista Boas Novas do Rodoanel em Carapicuíba, São Paulo, Brasil
 
obs: escrevi esta crônica após ter ouvido de um irmão em Cristo que a sede de sua igreja estava a ponto de demitir o seu pastor, porque a arrecadação caiu e não manteve a média enviada para a matriz. Também me entristeci bastante após ter recebido um e-mail de alguém cobrando da Boas Novas "resultados", isto é, se a igreja está aumentando o número de membros com a construção. Afirmo que os resultados serão apresentados diante do Justo Juiz, dono da Igreja, e que não desejamos um centavo de quem quer que seja que condicione sua contribuição a resultados para si apresentados. Não somos mercadejadores da Palavra de Deus e nem de almas humanas.
 

19/05/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário