Translate

quinta-feira, 13 de julho de 2017

memórias literárias - 470 - IMPOSSÍVEL AGIR COMO CRISTÃO

IMPOSSÍVEL
AGIR COMO
CRISTÃO

 
470
 
As igrejas, ou melhor, os edifícios onde as igrejas se reúnem, foram invadidos por gente que não consegue ser cristã. São membros inconversos, crentes que não crêem e, pior do que isso, pastores que nunca foram salvos, nunca nasceram de novo. Essa massa de gente está na mídia, está na imprensa, está nas grandes redes de TV e na mediocridade da fama virtual. São consulentes na área de família, de relacionamento conjugal, de prosperidade e auto-ajuda, tornam-se cantores famosos, fazem dupla com Deus e com o diabo, enchem estádios e conseguem patrimônio invejável. Seus auditórios são repletos e as pessoas não fazem cara feia por terem que pagar ingresso.
 
Mas as pequenas igrejas também estão encharcadas de gente que não vive como cristã, que não age como cristã, que não dá fruto cristão. Vejamos os sintomas:
 
1) Vivem cheias de inveja - elas não estão apenas desejando aquilo que é do próximo; elas ficam incomodadas pelo próximo ter objetos que elas não têm! Elas não ficam tristes por não estarem casadas, por não terem filhos, por não estarem a trabalhar naquelas empresas; elas estão furiosas porque os outros possuem tudo isso! Gente invejosa não  tem parte no Reino de Deus. Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. (Tg 3:14-15)
 
2) Vivem sem compromisso com o Reino - nada é tão importante na Causa do Senhor, que valha uma reavaliação da própria agenda pessoal. Pelo contrário, os seus compromissos individuais falam sempre mais alto. Vão à igreja quando as atividades permitem. Servem a Deus quando encontram um tempo livre do serviço próprio. Não têm compromisso com horário de culto, nem com frequência à escola bíblica dominical, nem com cultos de oração e nem com o serviço cristão. Elas vivem em paz, não se sentem mal. E acham um desaforo quando outros crentes instam para que mudem de atitude. A razão é que elas não nasceram de novo, estão perdidas e irão para o Inferno. Enganam-se, achando que caminham para o Céu.  Estão cegas. São crentes por fora e inconversos por dentro. Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente. (1Co 2:14)
 
3) Vivem na vaidade das coisas terrenas - tais pessoas são apegadas aos bens materiais, às belezas estéticas, às vaidades sociais. Festejam e gostam de exibir para todos as suas roupas de marca, os seus sapatos caros, as suas jóias e enfeites brilhantes. A estética vale mais do que o conteúdo; por isso associam-se a todos os que ostentam aparências e futilidades. Seus olhos brilham quando contemplam vitrines de lojas caras; exultam quando compram uma roupa com etiqueta famosa ou tiram selfies quando conseguiram aquela bolsa ou jaqueta de um estilista famoso. Há lojas espalhadas pelo país onde os espertalhões exploram a vaidade mundana destes falsos crentes, com suas redes de "MODA GOSPEL", "MODA CRISTÃ", "MODA PENTECOSTAL". O recato excessivo dos pentecostais antigos e dos fundamentalistas passados deu lugar à vaidade sem precedentes das igrejas atuais, fenômeno do represamento da vontade, contida por anos. E as igrejas tornaram-se passarelas de moda, não reunião de adoração ao único Belo e Valioso, Deus! E digo isto, e testifico no Senhor, para que não andeis mais como andam também os outros gentios, na vaidade da sua mente. (Ef 4:17). Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro (2Pe 2:18). Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? (Mt 6:25)
 
4) São senhores de sua própria fé. Sim, são maiores do que as Escrituras Sagradas, pois o EU ACHO é superior ao ESTÁ ESCRITO. Fazem ousadas asseverações sobre sua fé mundana e diabólica, buscando justificar o seu andar distante dos padrões bíblicos. "Esse tipo de coisa era naquele tempo", "Paulo era muito machista e um solitário", "Eu não acho que a gente tenha que interpretar isso ao pé da letra", "Se for assim então temos que voltar aos costumes antigos", "não concordo com isso". E assim as igrejas vão adulterando a Palavra Deus, os pastores sucumbem ante o cornetear da cultura mundana e o Reino de Deus aprofunda a sua crise na Terra, demonstrando que os tempos são finais, tempos de apostasia, de heresias, tempos de Laodicéia e de seu falso evangelho diabólico. Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. (1Co 5:11). Dizendo-se sábios, tornaram-se loucos. (Rm 1:22). À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles. (Is 8:20)
 
Não há muito o que fazer num sentido macro-eclesiástico. As revistas denominacionais, os sites de igrejas, os canais virtuais e até as versões bíblicas modernistas estão corrompidos pelo cristianismo sem Cristo. Vivemos dias proféticos que, só não trarão o Senhor de volta, caso uma grande catástrofe, uma hecatombe de caráter global, estiver agendada pelo Senhor, jogando água na fervura das vaidades. Uma perseguição aos cristãos, de caráter universal, poderá estender uma régua, afastando a igreja apóstata das congregações cristãs sobreviventes. Afinal, qual o falso cristão que invejará uma vida de sofrimento e limitação por causa da fé? Qual o falso cristão que abrirá mão de sua agenda pessoal pelo compromisso com o Reino perseguido? Qual o falso cristão que deixará de valorizar as coisas terrenas e aceitará o confisco de bens e a perda da vaidade? Qual o falso cristão que abrirá mão de ser seu próprio pastor, seu próprio mestre ou seu próprio oráculo, aceitando a orientação bíblica e o ensino piedoso dos líderes cristãos chamados e vocacionados pelo Céu? Sim, Deus pode mandar um corretivo global às igrejas dEle, se este for o Seu propósito. Mas também Ele pode estar cumprindo as profecias que solenemente pronunciou: E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará. (Mt 24:12);  Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra? (Lc 18:8); E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade. (Mt 7:23).
 
Encerro esta meditação conclamando aos que me lêem: se verdadeiros crentes, que consagrem-se em santa piedade, em sincero amor, em franca dedicação ao Senhor, ao Seu Reino e em serviço de Sua igreja. Em breve Ele nos levará para o Céu. Aos falsos cristãos, aos que só têm casca, aos que não têm o Espírito de Deus e pensam que estão salvos, eu declaro: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho. (Mc 1:15)
 
Pastor Wagner Antonio de Araújo

13/07/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário