Translate

segunda-feira, 17 de julho de 2017

memórias literárias - 478 - PRECISAVA DISSO?

PRECISAVA
DISSO?


478
Acelerar o carro a 150 por hora, numa rua residencial, com cruzamentos perigosos, tudo porque estava com muita pressa, tudo porque precisava exibir-se para a namorada. Agora estou a velar-lhe no cemitério, junto com outros cinco que você matou. Precisava disso?

Cortar o dedo de seu filho de cinco anos com a faca com a qual picava o alho para a janta; tudo porque não aguentava mais o pequeno a perguntar: "o que é isso, mamãe, o que é aquilo, mamãe?" Agora chora incontidamente na delegacia, presa em flagrante pela agressão ao próprio filho, tendo-o condenado para sempre a viver sem um um dos dedos.  Precisava disso?

Surrá-la e deixá-la em coma, quase matando-a. Tudo porque ela lhe pediu um pouco mais para as compras do mês. Você, que não acompanha o custo de vida e que obrigava a esposa a não trabalhar fora, tinha que se zangar dessa forma? Só por um pedido de recurso adicional? Precisava disso?

Matá-lo com um rolo de amassar massa de macarrão. Um bilhete no bolso da camisa, que você nem sabia se era dele; agora soube que o bilhete fora um papel que ele apanhou no chão para escrever no lado de trás o telefone de um possível comprador do carro usado que tentava negociar. Agora chora, presa e rejeitada pelos filhos, na cadeia, sem paz e com remorso. Precisava disso?

Separado da família, sozinho na praça, com uma jaqueta suja e fria, curtindo a solidão. Tudo porque ninguém mais suportava o seu mal humor e a sua linguagem chula dia e noite, a sua violência oral, o seu temperamento impulsivo. Hoje curte a proibição de aproximar-se de sua casa e ninguém o quer mais por perto. Precisava disso?

Overdose de cocaína. E era crente! Voltou para as drogas porque as meninas da igreja não quiseram namorar com você. Diziam que queriam a sua amizade, mas não um relacionamento afetivo. E você, buscando apoio, só encontrou pessoas que lhe dissuadiam dessa insistência, tentando convencê-lo do bom senso. E agora está aí, à beira da morte, drogado até o último fio de cabelo. Precisava disso?

Desempregado e sem chance de recolocação. E até ontem era o executivo mais importante da empresa! Tudo porque na reunião dos acionistas teve um surto de irritação e insultou a todos os presentes, buscando uma glória que não era sua e tentando demonstrar que a empresa tinha que seguir as suas diretrizes. Ignorou todos os sinais que os colegas faziam para que se calasse, mas, quanto mais tentavam dissuadir-lhe, mais você vociferava. Agora foi demitido por justa causa, sem nenhum direito. Com sessenta e cinco anos você não encontrará emprego com facilidade, muito menos com o salário que ganhava. Precisava disso?

Sem paz no coração você está num leito de dor, aguardando a morte. Deixou a fé e hoje lamenta o abandono concretizado. Hoje lembra dos hinos, da escola bíblica, dos cultos, das orações na igreja. Tudo isso é passado, pois você abandonou à fé por causa de dinheiro, de amigos, de adultério, de vícios, de uma falsa sensação de liberdade que o escravizou à infelicidade e à perdição. Precisava disso?

Porque assim diz o Senhor Deus, o Santo de Israel: Voltando e descansando sereis salvos; no sossego e na confiança estaria a vossa força, mas não quisestes. (Is 30:15)

Para você, que fez o que não devia e agiu como não devia ter agido, e ainda está vivo, mesmo que provocando dor e tristeza no coração de outros, ainda há esperança e recuperação para o seu viver.

Vinde então, e argüi-me, diz o Senhor: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã. (Is 1:18)

Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. (1Jo 1:9)

E para você, que está sempre à beira de quebrar os seus compromissos e explodir, renegando a fé e trazendo dor e tristeza aos que lhe amam, uma palavra de Deus:

Aquietai-vos, e sabei que eu sou Deus; serei exaltado entre os gentios; serei exaltado sobre a terra. (Sl 46:10)

Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. (1Pe 5:7)

Que Deus tenha misericórdia de sua vida e que não seja mais um a ser indagado pela própria consciência: PRECISAVA DISSO?

Pr. Wagner Antonio de Araújo

17/07/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário