Translate

sexta-feira, 28 de julho de 2017

memórias literárias - 482 - A BONDADE DO SENHOR - SÉRIE: CONSOLO NOS SALMOS No 01

A BONDADE
DO SENHOR
Série:
CONSOLO NOS SALMOS
No. 01




Olá. Aqui é o Pr. Wagner Antonio de Araújo.
 
Falaremos hoje sobre A BONDADE DO SENHOR.
 
Diz o Salmo 27.3: Eu creio que verei a bondade do Senhor na terra dos viventes. Quem escreveu essa frase foi o Rei Davi. Mas, além disto, o Espírito Santo foi o seu inspirador. Este versículo é a própria voz de Deus para nós.

O Rei Davi foi um homem de múltiplas atividades. Foi pastor, foi guerreiro, foi rei, foi profeta e também músico. Ele teve inúmeras mudanças em sua vida: morava com o pai, foi morar com o Rei Saul, tornou-se fugitivo, saiu do país, voltou e viveu em cavernas, tornou-se rei, primeiramente de Judá e, subsequentemente, de todo o Israel. Teve momentos de glória, momentos de dor, momentos de fraqueza, momentos de grande inspiração. Em todo o tempo, porém, Davi confiou em Deus.

Davi diz aqui que crê que verá a bondade do Senhor na terra dos viventes. Isto quer dizer, de forma mais simples, que veria a bondade de Deus enquanto estivesse vivo. Ele não cria que só na eternidade veria essa bondade, mas aqui mesmo, enquanto estivesse vivo. E, de fato, Davi viu o quanto o Senhor é bondoso!

Davi foi tirado de um sítio, onde cuidava do rebanho do pai, e foi feito soldado de Israel. Davi saiu da clandestinidade à fama e ao conhecimento público. Deixou de ser mais um na multidão e tornou-se o mandatário da nação. Infelizmente, porém, Davi deixou-se levar pela ambição e orgulho. Pecou contra Deus. Adulterou. Assassinou. E pagou pelos seus erros, com tristeza, traição contra o império, lutas e luto familiar. Mas rendeu-se ao Senhor, que lhe perdoou e confortou. Ele viu a bondade do Senhor.

Tal bondade não significa livrar-nos de todas as dificuldades. Há batalhas que seguirão conosco até o fim: uma doença degenerativa, uma perda familiar, uma desilusão amorosa, um patrimônio que se perdeu. São duras realidades, nas quais Davi também teve que conviver e aceitar. Mas isto não significa que a bondade do Senhor desapareceu. Ele cuida de nós! Ele nos consola, nos dá o pão, o teto, a vestimenta, um ombro amigo, e, acima de tudo, a salvação de nossa alma mediante Jesus Cristo, o Seu Filho bendito! Além disto, se Ele nos permite viver mais um dia, poderemos dar o maior passo que já demos, e para frente! Viver do que se foi ou do que se perdeu é crer na maldade do Senhor, como se não houvesse nada de proveitoso para frente. É hora de mudarmos esta opinião e crer que o melhor está por vir, pois Deus tem planos para o nosso futuro.

Confie, caro ouvinte, na graça e na sabedoria de Deus, que nos mostrará a sua bondade na terra dos viventes, e no porvir, quando partirmos.
 

Que Deus nos abençoe!

Wagner Antonio de Araújo
11/07/2017
 
(mensagem especialmente preparada para a EBAR - Escola Bíblica do Ar, à convite de sua diretora, irmã Ana Maria Suman Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário